Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Coronavírus já infectou mais pessoas que a Sars na China

Com 6.060 casos, doença atingiu mais pessoas do que o surto da Síndrome Respiratória Aguda Grave no país asiático nos anos 2000

Por Da Redação
Atualizado em 29 jan 2020, 12h56 - Publicado em 29 jan 2020, 11h41

A China anunciou nesta quarta-feira, 29, que a epidemia do novo coronavírus alcançou 6.060 pessoas no país. O número já é maior do que os 5.974 infectados pela Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) na China entre 2002 e 2003.

Ao todo, a Sars matou 800 pessoas e adoeceu outras 8.000 ao redor do mundo. O novo vírus, até o momento, matou 132 pacientes e se espalhou além das fronteiras da China, com 91 casos registrados em 18 países.

Nesta quarta-feira, o governo dos Emirados Árabes Unidos confirmou o primeiro caso da doença no Oriente Médio. Uma família chinesa que veio de Wuhan, antes da cidade ficar em quarentena, desembarcou no país com os sintomas. Segundo as autoridades, que não revelaram quando os chineses chegaram ou onde desembarcaram, os pacientes estão sob observação e estáveis.

O medo de o vírus se espalhar ainda mais já levou as companhias aéreas a reduzirem ou cancelarem os voos para a China. Enquanto a Emirates, maior companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos, disse nesta quarta-feira que continuará a operar normalmente, outra empresas aéreas. A British Airways cancelou as viagens, e a americana United Airlines reduziu a frequência dos voos.

Continua após a publicidade

A principal suspeita sobre onde e como o surto do coronavírus recai sobre um mercado de frutos do mar e animais vivos na cidade de Wuhan, na província chinesa de Hubei. Segundo as autoridades médicas, o vírus pode contaminar seres humanos por meio do contato com animais silvestres, e o mercado vendia espécimes vivos.

Para conter a propagação, o governo chinês colocou sob quarentena dezenas de cidades, sitiando milhões de pessoas. Cancelou eventos públicos, proibiu aglomerações nas ruas, cancelou decolagens nos aeroportos e viagens de carro ou ônibus na região afetada. O transporte publico também foi paralisado.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.