Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Coronavírus: Itamaraty entra em quarentena parcial

Medida é adotada depois de contaminação de um diplomata; funcionários trabalharão de casa, exceto chefes de áreas e plantonistas

Por Denise Chrispim Marin Atualizado em 18 mar 2020, 19h53 - Publicado em 18 mar 2020, 19h36

O Itamaraty entrou em quarentena parcial às 15h desta quarta-feira, 18, depois de um diplomata do Departamento de Estados Unidos ter recebido resultado positivo de seu teste de coronavírus. Todos os funcionários, salvo chefes de áreas e plantonistas, foram liberados para o trabalho em casa como medida para evitar a disseminação da Covid-19, a doença provocada pelo micro-organismo, no ministério.

A decisão foi tomada em momento crítico, quando milhares de turistas brasileiros estão presos em outros países onde os voos acabaram suspensos e/ou as fronteiras fechadas. Uma força-tarefa foi montada no Itamaraty para estudar o resgate desses nacionais.

O próprio ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, permanece em sua residência desde o dia 12, quando retornou de viagem aos Estados Unidos. Ele acompanhara o presidente Jair Bolsonaro em sua visita à Flórida, quando houve encontro com o líder americano, Donald Trump, no início do mês. Depois, seguira para compromissos em Washington. Mas cancelou parte de sua agenda ao ser informado que o secretário especial de Comunicação Social do Planalto, Fábio Wajngarten, estava contaminado.

  • Em Brasília, Araújo submeteu-se ao exame e recebeu resultado negativo. Nesta semana, fez um novo teste e aguarda o resultado. Dentre os integrantes daquela comitiva de Bolsonaro, 17 autoridades estão contaminadas.

    Continua após a publicidade
    Publicidade