Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coreias vão realizar nova reunião em Pyongyang em setembro

Expectativa é de que encontro sirva para avançar em negociações sobre desnuclearização da península coreana

Por Da Redação - Atualizado em 13 ago 2018, 09h30 - Publicado em 13 ago 2018, 09h04

A Coreia do Sul e a Coreia do Norte anunciaram nesta segunda-feira (13), que irão realizar um novo encontro entre seus líderes em Pyongyang, no mês de setembro.

A decisão é um novo passo para melhorar a cooperação entre as antigas rivais, mesmo diante de dúvidas sobre os esforços norte-coreanos para acabar com seu programa de armas nucleares.

O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e o ditador norte-coreano, Kim Jong-un, farão na capital da Coreia do Norte seu terceiro encontro, depois de se reunir em duas ocasiões anteriores na fronteira entre ambos os países nos dias 27 de abril e 26 de maio.

Espera-se que a nova reunião sirva para avançar na Declaração de Panmunjom, assinada pelos dois governantes em seu primeiro encontro, e na qual ambos se comprometeram a melhorar laços e a trabalhar para estabelecer a paz e a “total desnuclearização” da península coreana.

Continua após a publicidade

Delegações dos dois países, que permanecem tecnicamente em guerra, participaram hoje de uma reunião na mesma cidade fronteiriça norte-coreana onde aconteceu o histórico primeiro encontro entre Moon e Kim, no vilarejo de Panmunjom, para definir os detalhes da nova cúpula.

Embora o local para o terceiro encontro já tenha sido escolhido, resta definir a data exata da reunião.

“Também analisamos a situação atual da implementação dos pontos da declaração de Panmunjom, e fizemos consultas para avançar na sua aplicação”, afirma um comunicado conjunto das duas Coreias, divulgado ao final da reunião de hoje pelo Ministério de Unificação do Sul.

Na sua reunião de abril, Moon e Kim já tinham combinado realizar no outono (hemisfério norte) uma nova cúpula na capital norte-coreana.

Continua após a publicidade

(Com EFE e Reuters)

Publicidade