Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Cientistas alertam para colapso acelerado do Ártico

A três dias para o início da Cúpula do Clima, cientistas lançam alerta sobre catástrofe sem precedentes

Por Ernesto Neves Atualizado em 28 out 2021, 18h45 - Publicado em 28 out 2021, 18h30

A três dias do início da Cúpula do Clima de Glasgow, na Escócia, cientistas do centro de estudos climáticos Woodwell Climate Research Center, nos Estados Unidos, emitiram alerta de que o solo do Ártico está “literalmente entrando em colapso” graças a à escalada nos termômetros da região. 

Responsável por cobrir um quarto da superfície terrestre do Hemisfério Norte, o permafrost, solo que permanece congelado ao longo do ano, vem sofrendo danos irreversíveis graças a ondas de calor inéditas na Sibéria, na Rússia, na Escandinávia e no norte do Canadá.

Latitudes mais ao norte estão aquecendo a mais de duas vezes a taxa da média global devido à rápida perda de gelo marinho, substituindo uma superfície branca capaz de refletir a luz do sol pelo azul-escuro altamente absorvente do mar.

Como consequência, o Ártico já aqueceu mais de 2ºC acima de sua média pré-industrial, com temperaturas que tendem a aumentar ainda mais.

Os cientistas alertaram para a velocidade com que o clima vem mudando na área polar. Temperaturas de 30ºC, dignas dos trópicos, estão sendo observadas cerca de 70 anos do que indicavam as  projeções.

O degelo do permafrost também pode acelerar o problema. Esse solo retém 1,6 trilhão de toneladas de carbono orgânico, quase o dobro do encontrado atualmente na atmosfera terrestre.

Ao derreter, o solo passa a concentrar condições ideais à proliferação de micróbios que produzem dióxido de carbono ou metano enquanto se alimentam da matéria orgânica em decomposição. 

À medida que as temperaturas aumentam, os depósitos congelados de metano natural e outros hidrocarbonetos dentro do permafrost também se transformam em gás, que pode ser liberado por meio de rachaduras. Esse material poluente acaba indo parar na atmosfera. 

Continua após a publicidade

Publicidade