Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ataque em base que abriga tropas dos EUA no Iraque deixa quatro feridos

Forças Armadas iraquianas se esquivam de apontar responsáveis pelos disparos de oito foguetes; não há informações sobre vítimas americanas

Por Da redação - Atualizado em 12 jan 2020, 15h49 - Publicado em 12 jan 2020, 15h24

Pelo menos quatro integrantes das Forças Aéreas do Iraque ficaram feridos neste domingo, 12, em decorrência de ataques à base militar de Al Balad, a 80 quilômetros de Bagdá. Tropas dos Estados Unidos estão estacionadas nessa base, mas ainda não há informações sobre possíveis vítimas americanas.

A base foi atingida por oito foguetes Katyusha, de fabricação russa, usadas comumente por milícias xiitas. As Forças Armadas iraquianas não indicaram os autores desse ataque nem chegaram a citar a escalada de tensões entre os Estados Unidos e o Irã que, na quarta-feira 8, disparou mísseis contra as bases americanas de Al-Asad e Erbil, no Iraque. Teerã justificou a medida como uma represália pelo assassinato do general iraniano Qasen Soleimani em bombardeio dos Estados Unidos em Bagdá, no último dia 3.

Localizada ao norte de Bagdá, Al Balad é uma das maiores bases aéreas do país árabe e possui um arsenal de caças F16 aquiridos dos Estados Unidos. Fontes da área de segurança informaram que parte das forças americanas posicionadas ali teria deixado a base depois dos recentes ataques cruzados entre Washington e Teerã em território iraquiano.

Este é o terceiro ataque contra essa mesma base nos últimos dias. Na quinta-feira 9, um foguete caiu próximo ao local, sem causar baixas. Há uma semana, sua parte sul foi atacada, causando danos materiais a alguns armazéns de armas do Exército iraquiano.

Continua após a publicidade

Nos últimos dias, também aconteceram várias ações noturnas de foguetes contra a Zona Verde de Bagdá, onde estão localizadas embaixadas, incluindo a dos Estados Unidos, e edifícios governamentais.

(Com EFE e Reuters)

Publicidade