Clique e assine a partir de 8,90/mês

Ataque com faca próximo a antigo escritório do Charlie Hebdo deixa feridos

O principal suspeito pelo crime já foi detido; agressão coincide com julgamento do atentado terrorista de 2015 na sede da revista

Por Julia Braun - Atualizado em 25 set 2020, 10h49 - Publicado em 25 set 2020, 08h34

Ao menos duas pessoas ficaram feridas depois de um ataque com faca em Paris nesta sexta-feira, 25, perto da antiga sede do Charlie Hebdo. O incidente coincide com o julgamento pelo violento atentado que dizimou a redação do jornal satírico em 2015. O principal suspeito já foi detido.

Inicialmente, a polícia apontou que os dois responsáveis pelo crime haviam fugido. Porém, as autoridades voltaram atrás e afirmaram que apenas uma pessoa realizou o ataque. A prisão ocorreu na zona da Bastilha, muito próxima à área onde ocorreu o esfaqueamento.

A polícia também atualizou o número de feridos após algumas horas, reduzindo o total de vítimas inicial de quatro para duas. Segundo o jornal Le Monde, as duas vítimas estão em estado grave. 

O ataque aconteceu na rua Nicolas-Appert, no 11º distrito da capital francesa. O local foi cercado e os moradores foram aconselhados a evitar a região.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, suspendeu um discurso que faria hoje para se deslocar até o centro de crise do Ministério do Interior para saber os detalhes do ataque.

O grupo terrorista Al-Qaeda lançou recentemente novos apelos para atacar o jornal depois que ele republicou as charges do profeta Maomé. O ataque desta sexta acontece enquanto ocorre o julgamento dos cúmplices dos ataques de janeiro de 2015 que deixaram 12 mortos na sede da publicação.

ASSINE VEJA

A ameaça das redes sociais Em VEJA desta semana: os riscos dos gigantes de tecnologia para a saúde mental e a democracia. E mais: Michelle Bolsonaro vai ao ataque
Clique e Assine

(Em atualização)

Continua após a publicidade
Publicidade