Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ataque a vilarejo no Mali deixa ao menos 95 mortos

As vitimas tiveram seus corpos queimados após serem mortas

Por Da Redação 10 jun 2019, 13h37

Ao menos 95 habitantes de um vilarejo da etnia dogom, em Sobane-Kou, centro do Mali, foram mortos na madrugada desta segunda-feira, 10, por homens armados, de acordo com fontes locais.

Desde o surgimento em 2015 do grupo extremista islâmico de Amadou Koufa, que recruta prioritariamente pessoas da etnia peul, os confrontos aumentaram entre esta comunidade e as etnias bambara e dogom, praticantes de agricultura, que criaram seus próprios “grupos de autodefesa”.

“Os corpos foram queimados”, declarou um político de Koundou, onde está localizado o vilarejo. “De acordo com moradores locais, homens armados vieram atirar, roubar e queimar. Era um vilarejo de 300 habitantes, que foi totalmente desolado”, acrescentou.

O norte do Mali vive desde 2012 episódios regulares de violência ligados a grupos jihadistas. Zonas inteiras do país ainda escapam ao controle das forças malinesas, francesas e da ONU, apesar da assinatura, em 2015, de um acordo de paz para isolar os extremistas.

Continua após a publicidade

A violência se concentra sobretudo no centro do país, com conflitos intercomunitários, um fenômeno vivido igualmente por Burkina Faso e Níger.

Em 23 de março, em Ogossagou, perto da fronteira com Burkina Faso, 160 pessoas da etnia peul foram mortas supostamente por grupos de caçadores dogons.

Desde janeiro de 2018, a missão da ONU no Mali (Minusma) documentou 91 violações dos direitos humanos cometidas por caçadores tradicionais contra civis peuls nas regiões de Mopti e de Ségou, com 488 mortos e 110 feridos.

Por sua vez, grupos armados de autodefesa da comunidade peul cometeram 67 violações dos direitos humanos contra a população civil na região de Mopti no mesmo período, com 63 mortos e 19 feridos.

(Com AFP)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês