Clique e assine a partir de 9,90/mês
Informe Publicitário

Quimerismo e fé

“Envias o teu Espírito, e são criados, e assim renovas a face da terra. ” Salmos 104:30

Por Igreja Cristã Maranata - 24 abr 2020, 15h00

Introdução

Neste momento, em que seus olhos iniciam esta leitura, e em energia, seu cérebro aplica esta informação, que você pode aceitar ou rejeitar, pense: você sentiu essa energia? Da mesma maneira, consegue sentir a energia de vida que o sustém? Quantas células, tecidos, órgãos estão constantemente trabalhando por sua vida! Em uma ação dinâmica e contínua, o sangue permanece fluindo em seu corpo, levando a energia que realiza essa operação de vida e de entendimento. Neste artigo, aplicaremos a ação do sangue no corpo biológico, com todos os seus benefícios para manter a sua vida, comparando com a ação redentora do sangue de Jesus, o Espírito Santo, no corpo vivo da igreja fiel, o Corpo de Cristo. Essa energia que não se sente veio da eternidade para gerar vida eterna, a fé geradora de Jesus. E opera para a salvação. O homem que não tem uma experiência com essa energia, a fé geradora, presente no poder do sangue de Jesus, padece para a morte, às vezes sem saber. 

Por isso, abordaremos também, quando a hematopoiese, ou seja, a produção do sangue pela medula, se encontra enferma, comprometendo esta ação indispensável para a vida, podendo fazer o organismo padecer. Aplicando o quimerismo, uma condição alcançada no tratamento de restauração da produção de sangue em um organismo doente, pela substituição da medula, entenderemos que temos um doador que nos ama e entrega a sua genética de eternidade para nos fazer co-herdeiros. As enfermidades que acometem a medula e comprometem a produção do sangue vital e suas funções são como o homem distante de Deus, seu criador, anulando essa ação contínua de vida, o entendimento de sua salvação e vida eterna.

 

Apresenta que, do cérebro, vem o comando que ativa a medula, na produção das células e plasma necessários, que comporão o sangue, para que, em seu dinamismo, circule por todo o corpo, gerando vida

 

A vida no Sangue

A ação do sangue na manutenção da vida será aplicada observando-se, em analogia, o sangue biológico no corpo físico e a operação do Espírito Santo no Corpo de Cristo, a sua igreja fiel, como corpo vivo.

No corpo biológico, há uma ação em que o sangue circula levando oxigênio e nutrientes para todos os tecidos, em um processo dinâmico e contínuo, que remove gás carbônico e toxinas, mantendo a função e purificando todas as células que compõem cada tecido, cada órgão. 

Semelhantemente, o Corpo de Cristo, a Igreja, um corpo vivo pela operação do sangue de Jesus, o Espírito Santo, que traz vida, a energia gerada pela fé, alimentando e purificando, libertando, renovando, fortalecendo cada membro, cada grupo, cada função, consolidando um corpo bem ajustado em gratidão ao Senhor, em que apenas o Senhor Jesus é exaltado, pela sua salvação.

Ao enviar o seu Espírito, Jesus gerou a ação que traz o renovo para a face da terra. A fé geradora, que através da Revelação de Jesus, como Senhor e Salvador, feita pelo Espírito Santo, alcança o homem o transformando-o, em uma nova vida, em santificação.

E enriquece o homem com experiências que sua razão não pode explicar, mas, pela Revelação, alcança o propósito de Deus, a vida eterna.

 Através do batismo com o Espírito Santo, o cabeça, o Senhor Jesus aperfeiçoa a cada membro, para ser útil ao corpo, pela ação dinâmica do Espírito Santo. Assim a Igreja vive dessa operação constante, na revelação de Jesus, trazendo vida e salvação.

Do Senhor Jesus vem a Revelação, através da fé, que ativa a medula, na produção dos atos de justiça, executados pelo Espírito Santo, para que, em mecanismo dinâmico, circule por toda a Igreja, gerando salvação.

“Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma, e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.” Hebreus 4:12 [1]

A Palavra é viva porque o seu autor é vivo, e eficaz porque proclama vida e salvação. E essa vida é gerada onde o sangue é formado, na medula.

O cérebro comanda o mecanismo de produção de sangue pela medula para manter a vida do corpo biológico. Da mesma maneira, sob o comando da Palavra, a produção de todos os atos de justiça operados pelo Espírito Santo para manter o Corpo de Cristo vivo e ativo. 

Quimerismo e Fé

Como receber os benefícios da constante produção do sangue pela medula, ou seja, como fazer parte desse Corpo de Cristo, transformado (quimerismo) pelo Espírito Santo, o sangue de Jesus, e ter entendimento e alcançar a vida eterna?

Em uma comparação, quando uma pessoa apresenta uma enfermidade na medula, que compromete a manutenção de sua vida pela alteração na produção dos elementos necessários para a dinâmica do sangue no corpo, e necessita do tratamento de transplante de medula, notamos alguns aspectos que são decisivos. 

A técnica é dominada pela ciência, a dificuldade está na seleção de um doador que tenha todas as condições ideais que possam restaurar a saúde do receptor, aquele que vai receber o tratamento. E o doador encontrado o faz por amor e dedicação, porque deseja transferir vida para o necessitado. Com o início do tratamento, a medula do receptor deve ser totalmente removida, para receber o material biológico do doador.

 Assim também na vida espiritual, nosso pecado removido para receber a medula do doador que produzirá o sangue, e então, a ação (quimerismo) do sangue do doador, o Espírito Santo, passa a circular no corpo do receptor, gerando novo nascimento [2], [3]. Jesus é o doador universal, porque é o Cordeiro de Deus imaculado, que tira o pecado do homem.

Quando há um transplante de células-tronco hematopoiéticas, o quimerismo pode ser total, somente com a presença de células do doador, que é o objetivo principal do tratamento [4].

O receptor passa a ter o DNA e o fator Rh do doador e as células produzidas têm a genética do doador. Todo o processo é de transformação e renovo. A doença é anulada pelo quimerismo (o processo de substituição da medula doente do receptor pela medula saudável do doador) e produz o sangue com todas as características de quem doou.

“… e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” Gálatas 2:20

Aplicando essa ação, em um paralelo com a vida espiritual, notamos que a constituição cromossômica do doador, a nova genética, passa a comandar a produção, pela medula, das células que constituirão o sangue do receptor. Ocorre o novo nascimento, o governo passa a ser do Espírito Santo (o sangue de Jesus), e o pecado e a mentalidade do mundo totalmente retirados. A ação da fé geradora, enviada por Jesus. O Seu sacrifício, o Seu sangue, a Sua vida eterna.

Conclusão 

A vida no sangue do doador, que passa a circular por todo o corpo do receptor, eliminando a doença, o quimerismo da fé.

A ação do Espírito Santo proclama a salvação nos remidos, que passam a obedecer a direção do Espírito em uma nova vida em santificação, pela ação do sangue de Jesus, gerando O RENOVO, O NOVO NASCIMENTO. ELE SE DOOU POR NÓS, POR AMOR.

“Maranata o Senhor Jesus Vem.”

 

 

Publicidade