Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Superclássico mineiro mexe com BH e decide liderança no Estadual

Por Da Redação 7 abr 2012, 20h01

Atlético-MG e Cruzeiro vão escrever neste domingo, às 16 horas (de Brasília), na Arena do Jacaré, mais uma página sobre o maior clássico de Minas Gerais. O duelo entre Galo e Raposa vale a liderança do Campeonato Mineiro, e será o primeiro confronto após a goleada aplicada pelos cruzeirenses de 6 a 1, no Brasileiro do ano passado.

O Atlético-MG lidera o Estadual com 27 pontos, contra 24 do Cruzeiro, que precisa vencer para igualar na pontuação e superar o rival nos critérios de desempate. Na rodada final, o Galo vai a Juiz de Fora encarar o Tupi, que luta por uma vaga na semifinal. Já a equipe da Toca da Raposa recebe o Uberaba, que briga contra o rebaixamento.

Para manter a invencibilidade e os 100% de aproveitamento na temporada, o técnico Cuca aposta na força da torcida atleticana, que será a única presente na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. O comandante do Galo projeta um grande jogo, e considera inclusive, que é o maior clássico do Brasil no momento, citando como justificativa, que Atlético-MG e Cruzeiro venceram juntos 19 dos 20 jogos que fizeram na temporada.

‘É nosso mando, com nosso torcedor. A gente precisa, mais do que nunca, dele para, se Deus quiser, conseguir essa primeira colocação, porque a vitória nos garante ela antecipadamente. Vamos jogar para vencer, sabendo que do outro lado tem uma equipe com a mesma condição que a nossa. São duas equipes que, em 20 partidas, venceram 19, então eu acho que de uma maneira geral, olhando no país é o grande clássico’, disse.

Sobre a definição da equipe, Cuca faz mistério e não revela se vai começar a partida com o armador Bernard, que retorna de lesão ou se o atleta ficará como opção no banco de reservas. Leandro Donizete ainda aguarda liberação do departamento médico, e dificilmente terá condições de jogo, com isso, Fellipe Soutto deve começar o clássico. Neto Berola, que cumpriu suspensão, está liderado para atuar, mas fica na reserva.

No Cruzeiro, o objetivo é de acabar com a invencibilidade do arquirrival e ainda assumir a ponta do Mineiro, garantido vantagens para a semifinal da competição. Vágner Mancini, no entanto, opta por jogar a responsabilidade de vencer para o Atlético-MG, e afirma que o Galo é o favorito para vencer o clássico e justifica sua opinião.

‘O jogo dos 6 a 1 foi atípico, sei disso. Temos que dizer uma coisa. O favorito é o Atlético-MG, que é o time 100% e tem liderado desde o início do ano. Eu sei disso, e o Cuca também. Nós queremos bater o líder e igualar no número de pontos. Dificilmente vai acontecer alguma coisa que fuja do normal. O futebol é muito imprevisível. Temos que ter respeito pelo Atlético-MG, mas fazer de tudo para sair vitorioso no clássico’, afirmou.

Questionado se não seria uma estratégia repassar o favoritismo e consequentemente a responsabilidade de vencer para o rival, Vágner Mancini argumentou que realmente acredita que o Galo é o favorito. Segundo ele, a base e a estrutura mantida do ano passado favorecem o Atlético-MG.

Assim como o treinador alvinegro, a escalação da Raposa só será conhecida nos vestiários da Arena do Jacaré. A dúvida de Vágner Mancini é entre manter o esquema 4-3-3, que vem dando resultados nos últimos jogos, ou voltar para o tradicional 4-4-2, com a entrada de Roger no meio-campo, e a saída de um atacante.

FICHA TÉCNICA

Continua após a publicidade

ATLÉTICO-MG X CRUZEIRO

Local: Estádio Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)

Data: 08 de abril de 2012 (domingo)

Horário: 16h (horário de Brasília)

Árbitro: Renato Cardoso Conceição

Assistentes: Celso Luiz da Silva e Marconi Helbert Vieira

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Carlos César, Rafael Marques, Réver e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete (Fellipe Soutto), Escudero e Mancini (Bernard); Guilherme e André

Técnico: Cuca

CRUZEIRO: Fábio; Marcos, Léo, Victorino e Diego Renan; Marcelo Oliveira, Leandro Guerreiro e Montillo; Wallyson (Roger), Anselmo Ramon e Wellington Paulista

Técnico: Vágner Mancini

Continua após a publicidade
Publicidade