Clique e assine a partir de 9,90/mês

Soubak renova com seleção de handebol até 2016

Por Da Redação - 10 jul 2012, 16h19

Por AE

São Paulo – A Confederação Brasileira de Handebol anunciou nesta terça-feira que o técnico Morten Soubak permanecerá no comando da seleção feminina no próximo ciclo olímpico, até os Jogos de 2016, que serão realizados no Rio. O dinamarquês está no comando da equipe desde 2009 e conseguiu bons resultados nesse período. Agora, com a renovação, Soubak já mira a luta por uma medalha na Olimpíada de 2016. “É um sonho e um desafio. Vamos entrar para brigar por medalha e temos tudo para conseguir”, disse o dinamarquês.

“Temos jogadoras talentosas à disposição, com possibilidade de formar um equipe de qualidade, mantendo a base da seleção atual e acrescentando as meninas das seleções júnior e juvenil. Daqui quatro anos, muitas delas, por seu desenvolvimento pessoal, estarão prontas para assumir uma posição importante. Nossa equipe, hoje, tem uma boa mistura de idade, com jogadoras experientes, na faixa dos 30 anos, um grupo intermediário e outro no início dos 20. Esse equilíbrio nos dá uma perspectiva muito boa para darmos sequência ao trabalho que já vem sendo realizado”, completou.

Com Soubak, a seleção brasileira feminina de handebol conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no ano passado, além de ter ficado na quinta colocação no Mundial, realizado no País. “Sempre foi e continuará sendo uma honra e um prazer para mim estar à frente da seleção principal do Brasil”, disse.

Continua após a publicidade

Diante desses bons resultados, a seleção brasileira feminina de handebol vai chegar aos Jogos de Londres sob a expectativa de conquistar um bom resultado. Nesta quarta-feira, a equipe viaja para a Alemanha, onde fará dois amistosos contra a seleção local, na sexta e no sábado.

No domingo, vai para a Holanda, onde realizará período de treinamentos. A seleção de handebol segue para Londres em 23 de julho, onde vai fazer amistoso contra a Suécia no dia 25. A estreia na Olimpíada será em 28 de julho, diante da Croácia.

“Agora o que falta são detalhes. Ainda temos que acertar mais nossa defesa 5-1 e outra prioridade serão os contra-ataques. Vamos pensar em alternativas para apresentar durante as partidas e surpreender os adversários”, comentou o treinador.

Publicidade