Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Procon multa Comitê Rio-2016 em R$ 894 mil por erros no Itaquerão

Ingressos para partidas de futebol dos Jogos foram vendidas sem descontos para deficientes físicos e sem informações importantes para prevenção de acidentes

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos do Rio-2016 foi multado em 894.016,67 reais pelo Procon (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor) de São Paulo por irregularidades na venda de ingressos para os jogos do torneio de futebol no Itaquerão. Cabe recurso. Segundo o Procon, o Comitê não disponibilizou bilhetes para deficientes físicos e seus acompanhantes com 50% de desconto.

Para o órgão, os organizadores dos Jogos Olímpicos exigiram “do consumidor vantagem manifestamente excessiva, ao obrigar os deficientes físicos e acompanhantes a pagarem quantia inteira, quando possuem, na realidade, desconto previsto em Lei“. O órgão também alega ter encontrado outras irregularidades como a falta de cartazes na entrada do estádio com informações sobre a existência de alvará de funcionamento, de prevenção e proteção contra incêndios ou autorização equivalente, assim como suas respectivas datas de validade. Essas informações também não constavam nos bilhetes vendidos.

O Procon oferece possibilidade de desconto na multa de R$ 894.016,67 aplicada ao Comitê. Se o valor for pago à vista nos próximos 20 dias, haverá redução de 30% do valor. Outra possibilidade é 20% de desconto, se a opção for o pagamento parcelado. O Comitê, no entanto, contesta a multa. “Primeiro vamos conversar com o Procon e entender os motivos da multa. Depois, vamos recorrer”, disse Mario Andrada, diretor de Comunicação do Rio-2016.

O estádio recebeu dez partidas do torneio do futebol dos Jogos: seis do feminino, incluindo a disputa da medalha de bronze, entre Brasil e Canadá (vencida pelo Canadá, 2 a 1), e quatro do masculino, como as quartas de final entre Brasil e Colômbia (vitória brasileira por 2 a 0).

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. R. Marcel Marcel

    Gostaria de ver essa disposição toda para com a “oi” que todo mês erra na cobrança de suas tarifas e inventa gastos inexistentes sem dar explicações. Nem precisamos falar de ANATEL que essa, já se sabe, é aliada das teles.

    Curtir