Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Não tem jeito, a Liga Europa pertence ao Sevilla

Ao ganhar, nos pênaltis, da Roma de José Mourinho, espanhóis vencem o torneio pela sétima vez

Por Da Redação
Atualizado em 1 jun 2023, 12h43 - Publicado em 31 Maio 2023, 19h32

A Liga Europa tem dono e é o Sevilla, que venceu a Roma, nesta quarta-feira (31), na Hungria, se tornando heptacampeão do torneio. O clube espanhol, que nunca perdeu uma final nesta competição, venceu a equipe italiana nos pênaltis (4 a 1), após um empate em 1 a 1 no tempo normal e prorrogação. Paolo Dybala marcou para a Roma e Mancini, contra, para o Sevilla.

Além da taça, a partida tinha um duelo curioso entre o time da Andaluzia e o técnico da Roma, José Mourinho. O português cobiçava o sexto título europeu na carreira e jamais havia perdido uma decisão europeia (venceu os três principais torneios do continente – Liga dos Campeões, Liga Europa e Conference League).

A partida foi equilibrada do começo ao fim. De um lado, o Sevilla valorizou a posse de bola para se aproximar do ataque. Do outro, como uma típica equipe de Mourinho, a Roma esteve aplicada na defesa e buscou velocidade para chegar ao gol de Bono. E deu certo no primeiro tempo. Aos 34 minutos, Rakitic e Cristante dividiram no meio-campo, a bola sobrou para Mancini que lançou Dybala. O argentino bateu na saída do goleiro marroquino e abriu o placar.

Após o intervalo, os romanos, em vantagem, recuaram demais e passaram a sofrer com os avanços do time espanhol. E logo a pressão funcionou, aos nove minutos, em cruzamento de Navas, Mancini tentou cortar e fez contra. O empate mexeu novamente na dinâmica do jogo. A Roma voltou a assustar e só não marcou duas vezes porque Bono salvou. O Sevilla chegou a ter um pênalti marcado, mas anulado pelo VAR. Desgastadas, as equipes foram para a prorrogação e foi a Roma que quase definiu, no último lance do segundo tempo, com Smalling, que acertou a bola no travessão em cabeceio.

Nos pênaltis, a pontaria dos espanhóis estava afiada. Ocampos, Lamela, Rakitic e Montiel converteram. Pelos giallorossi, não era mesmo o dia de Mancini, que após o gol contra, bateu mal sua cobrança, defendida por Bono. O zagueiro brasileiro Ibañez também perdeu para a alegria do Sevilla, que transformou a taça da Liga Europa em parte da “mobília”. O clube conquistou este título nos anos de 2006,  2007, 2014, 2015, 2016, 2020 e 2023. 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.