Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Mbappé convoca jovens a votar contra ameaça de extremismo na França

Jogador que estreia na Eurocopa 2024 nesta segunda-feira não fugiu de perguntas políticas e foi enfático ao defender valores de respeito e diversidade

Por Redação
Atualizado em 16 jun 2024, 20h14 - Publicado em 16 jun 2024, 20h13

Astro da seleção de futebol da França, Kylian Mbappé contrariou o mote de que política e futebol não se misturam ao falar sobre a eleição para o Legislativo francês que acontece em 30 junho, depois de o presidente Emmanuel Macron dissolver o parlamento e antecipar a disputa em meio à crescente da extrema direita. “É um momento sem precedentes na história francesa. Quero falar para todos os franceses, principalmente para os jovens. Os extremistas estão próximos de ganharem o poder. Temos a chance de escolher o futuro do nosso país”, declarou o atleta neste domingo, 16, durante a entrevista coletiva que antecedeu a estreia da França na Eurocopa, nesta segunda-feira, 17.

Embora não tenha citado o Reagrupamento Nacional, partido de extrema direita comandado por Marine Le Pen que tem como uma de suas principais plataformas o endurecimento das leis de imigração, o centroavante francês — que é filho de pai camaronês e mãe de origem argelina — declarou apoio ao companheiro de seleção Marcus Thuram que, recentemente, convocou a população a votar contra o partido. “Compartilho os mesmos valores que Marcus”, disse ao ser questionado sobre o colega. “Para mim, ele não foi longe demais. Acho que ainda vivemos em um país onde existe a liberdade de expressão. Ele deu sua opinião e eu concordo com ele”, respondeu.

Ás vésperas da estreia da França na Eurocopa, que acontece amanhã em uma partida contra a Áustria, Mbappé reconheceu que a partida é de extrema importância, mas não mais do que o que acontece fora dos campos. “Há uma situação que é muito mais importante do que o jogo de amanhã. Isso não muda o fato de que estamos muito concentrados e conscientes da importância da partida”, afirmou ele. “Cabe a nós, os líderes, e a mim como capitão, tentar mobilizar ao máximo o grupo”.

Dirigindo-se diversas vezes à população mais jovem da França, o jogador destacou ainda a importância do voto e a necessidade de entender o cenário político do país. “Espero que a minha voz ajude o máximo possível”, disse ele, destacando ainda os seus valores de “tolerância, diversidade e respeito”. “Eu confio na França, toda voz conta. Realmente espero que a gente faça a escolha certa e que tenhamos orgulho de vestir essa camisa no dia 7 de julho”, enfatizou ele, citando a data do segundo turno das eleições francesas.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.