Clique e assine a partir de 9,90/mês

João Doria cisma com Grafite desde a Copa de 2010

Internet resgatou, em tom de brincadeira, postagem do atual prefeito no dia da convocação para a Copa da África do Sul

Por da redação - Atualizado em 24 Jan 2017, 16h38 - Publicado em 24 Jan 2017, 16h00

O prefeito de São Paulo, João Doria, definitivamente não é fã de Grafite. Nesta terça-feira, muitos internautas resgataram um tuíte antigo do empresário e levaram com bom humor o atual debate sobre os muros da cidade. Há quase sete anos, no dia da convocação da seleção brasileira para a Copa do Mundo de 2010, Doria recorreu ao Twitter para criticar a convocação do técnico Dunga. Torcedor do Santos, ele reclamou especificamente da ausência de Neymar e Paulo Henrique Ganso, então estrelas do time paulista, e da presença do atacante Grafite, então no Wolfsburg e atualmente no Atlético-PR.

Grafite, atacante da seleção brasileira em 2010
Grafite, atacante da seleção brasileira em 2010 Jamie McDonald/Getty Images/VEJA

“Dunga é teimoso. Perdeu a chance de ter dois craques na seleção: Ganso e Neymar. E convocar Grafite?!?””, escreveu Doria, em uma incrível coincidência. A postagem chegou a causar constrangimento anos depois. 

Continua após a publicidade

Íntimo do presidente Marco Polo Del Nero desde quando o cartola presidia a Federação Paulista de Futebol (FPF), Doria foi chefe da delegação brasileira durante a Copa América de 2015, no Chile – cargo decorativo que costuma ser ocupado por dirigentes esportivos e não empresários. 

O problema é que o técnico da seleção na ocasião era justamente o “teimoso” Dunga. Os dois chegaram a posar para fotos e o atual prefeito se saiu com uma firula diplomático. “Dunga é um excelente técnico. No caso dele, o tempo foi senhor da razão porque hoje ele é melhor, mais experiente, mais articulado,”

 

Publicidade