Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Fifa publica em site que Palmeiras e Corinthians têm um Mundial cada

Em entrevista com o atacante Rony, matéria diz que Timão só tem uma conquista e trata a Copa Rio de 1951 como um título mundial para o Verdão

Por Da Redação Atualizado em 8 fev 2022, 09h27 - Publicado em 7 fev 2022, 19h40

Nesta segunda-feira, 7, véspera da estreia do Palmeiras no Mundial de Clubes, o site oficial da Fifa incluiu em uma matéria uma informação inusitada: que tanto o Verdão quanto o Corinthians teriam, cada qual, um título mundial. Segundo a própria entidade, porém, o Timão é bicampeão do torneio venceu em 2000 e 2012). Já o título da Copa Rio de 1951 conquistado pelos palmeirenses jamais foi equiparado oficialmente ao Mundial moderno, mas a Fifa já o citou diversas vezes como o “primeiro campeonato mundial de clubes”.

Era para ser uma simples entrevista com Rony, atacante do Palmeiras que entrará em campo na terça-feira, 8, às 13h30 (de Brasília), para encarar o Al Ahly na semifinal. Mas o que chamou atenção na matéria foi essa pergunta dirigida ao atleta: “Palmeiras e Corinthians já foram campeões mundiais uma vez cada. A oportunidade de superar seus maiores rivais lhe dá motivação extra?”. Na resposta, o jogador apenas desconversou e disse que quer o título independentemente do rival.

Oficialmente, o Corinthians é bicampeão do Mundial de Clubes da Fifa. O primeiro campeonato conquistado foi em 2000, diante do Vasco, no Maracanã, na edição inaugural do torneio. Doze anos depois, já com o campeonato em outro formato, o Timão levou o bi ao superar o inglês Chelsea por 1 a 0, com gol de cabeça de Paolo Guerrero – esta, aliás, foi a última edição em que um clube brasileiro foi campeão.

A matéria da Fifa cita ainda a conquista palmeirense da Copa Rio de 1951 como título mundial. À época, a competição, organizada pela Confederação Brasileira de Desportos (CBD), reuniu clubes convidados do Brasil e da Europa e foi o primeiro torneio interclubes a ter abrangência intercontinental.

O Palmeiras foi campeão ao bater nas finais a Juventus, da Itália, por resultado agregado de 3 a 2. Criticada pelos rivais e exaltada pelos alviverdes, a equivalência entre esse torneio e o Mundial de Clubes até hoje gera muita polêmica – o mesmo, por exemplo, acontece com o Fluminense, campeão do torneio no ano seguinte.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)