Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Engenhão virou ‘praça de guerra’, relata ator de Tropa de Elite

Sandro Rocha, conhecido por interpretar um miliciano no filme, presenciou brigas entre torcedores de Flamengo e Botafogo. Uma pessoa morreu

O ator Sandro Rocha, conhecido por interpretar um miliciano no filme Tropa de Elite, comparou neste domingo o entorno do Engenhão a “uma praça de guerra” antes da vitória do Flamengo sobre o Botafogo, por 2 a 1, pelo Campeonato Carioca, neste domingo. Ele relatou ter ouvido tiros, visto correria e cadeiras arremessadas. Um torcedor morreu e sete ficaram feridos.

“Estamos aqui no Engenhão, são 18h15. Isso aqui está uma praça de guerra, sem polícia, pouca polícia no Engenhão. Já saiu tiro”, afirmou o ator, em transmissão ao vivo pelo Facebook. “É o caos que a gente vive no Rio de Janeiro. Não tem entretenimento, não tem mais nada. A quantidade de tiro que teve aqui, vou te falar, e tem três carros da polícia aqui. Não tem segurança. Faço um apelo aos amigos do 3º (batalhão, do Méier) para chegarem aqui”, afirma o ator.

A confusão ocorreu quando torcidas de Flamengo e Botafogo se enfrentaram. Torcedores do setor norte chegaram a se deitar entre as cadeiras da arquibancada, com medo dos tiros. Segundo informação do jornal carioca Extra, a vítima fatal é Diego Silva dos Santos, de 28 anos, torcedor do Botafogo. Ele foi baleado no peito, chegou ao hospital em estado grave e não resistiu ao ferimento.

Entre os sete feridos, um deles apresenta quadro grave e está internado no Hospital Salgado Filho. Parte das pessoas foi alvejada por balas. Outras sofreram agressões.

A saída dos torcedores, após o fim do jogo, ocorreu sem incidentes. Durante a partida, a Polícia Militar reforçou o policiamento no entorno. Policiais que estavam fazendo patrulhamento nas praias da zona sul durante o dia foram transferidos para o estádio.

Segundo policiais militares que participaram do esquema de segurança do jogo, o contingente deslocado para a partida foi menor do que o normal por causa das manifestações de familiares de PMs na porta dos batalhões. A assessoria da Polícia Militar, no entanto, informou que o policiamento estava “reforçado” e que o efetivo era suficiente para garantir a segurança das torcidas.

Tumulto antes da partida entre Botafogo e Flamengo, válida pelo Campeonato Carioca, no Engenhão, no Rio - 12/02/2017 Tumulto antes da partida entre Botafogo e Flamengo, válida pelo Campeonato Carioca, no Engenhão, no Rio – 12/02/2017

Tumulto antes da partida entre Botafogo e Flamengo, válida pelo Campeonato Carioca, no Engenhão, no Rio – 12/02/2017 (Armando Paiva/AGIF/Folhapress)

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Marco Aguilera King

    Futebol é uma porcaria ! Até quando vamos ver individuos brigando por causa de times de futebol ? Eles quebram tudo em todas as partes do Brasil !!! E´o mesmo que religiao , o sujeito aprende desde criancinha a idolatrar um time ( conjunto de marmanjos ) em troca de que ? Que prazer é esse que o tipo ganha NADA e fica feliz por ter passado o seu adversario para traz??? Se um for pensar bem … Futebol é corrupto e corruptor ! Se o juiz rouba em favor do seu time vc fica contente com o errado.

    Curtir

  2. Uma vergonha total. Este país chegou ao nível mais baixo da indecência.

    Curtir

  3. Diversos times já jogaram nesse estádio, até a seleção do Brasil, sem nenhum problema, mas é só essa torcida que possui diversos integrantes “bandidos”, arruaceiros e desordeiros, que a violência acontece. Chegará a hora de jogo só com a torcida do time mandante

    Curtir

  4. amaurilio sampaio

    Cadê aquela juíza que mandou prender os corintianos no macacabosta?

    Curtir

  5. Com a palavra o chefe do policiamento, que garantiu a segurança para o evento. O Botafogo declarou que não condições se segurança para a realização da partida.

    Curtir

  6. A imprensa esportiva ou não esportiva costuma ressaltar que o problema é a minoria, chega de dizer bobagens, se num estádio lotado 100 pessoas gritam palavrões contra um suposto erro da arbitragem, pode-se afirmar que o problema é a minoria, porém se o estádio inteiro age de forma mal educada, o problema é o país.

    Curtir

  7. Wagner Ferraz

    Esse ator ai é conhecido pela telex free

    Curtir