Clique e assine a partir de 8,90/mês

Atento para eventuais ‘entregas’, Corinthians quer fazer sua parte

Por Da Redação - 18 out 2011, 17h42

Pouco à frente do segundo colocado Vasco e perseguido também por outros concorrentes ao título, o Corinthians espera conseguir o troféu do Campeonato Brasileiro sem precisar contar com tropeços alheios. Até porque a equipe alvinegra está preocupada com a possibilidade de rivais paulistas – como São Paulo, Palmeiras e Santos – entrarem em campo sem motivação diante dos cariocas que lutam pela competição.

‘Não quero pensar nisso, quero ficar voltado ao trabalho’, disse o técnico Tite, sem deixar de pensar no assunto, na verdade. ‘Enquanto não tiver um regulamento novo, com média de ponderada de três anos, tudo pode acontecer. Quero que minha equipe esteja preparada. Acredito muito em merecimento, isso é conduta de equipe’.

Na edição passada do campeonato, os corintianos se irritaram com as derrotas de São Paulo e Palmeiras para o Fluminense, que acabou em primeiro lugar. Na época, o Corinthians travava disputa pelo título com o time carioca, mas encerrou a competição apenas na terceira posição.

Agora, aproximando-se das rodadas finais, os três principais rivais do Corinthians têm confrontos com concorrentes do Corinthians pelo título. Mesmo sem externar publicamente preocupação maior, Tite entende que o título poderá escapar em virtude dessa rivalidade regional. O único antídoto existente seria vencer todos os jogos restantes para não depender de combinações.

Pela lógica corintiana, o Vasco pode ser o maior beneficiado, pois terá pela frente São Paulo (em São Januário, em 30 de outubro), Santos (na Vila Belmiro, em 5 de novembro) e Palmeiras (no Pacaembu, em 16 de novembro). Sem maiores pretensões e pensando no Mundial de Clubes, o Santos ainda recebe o Botafogo, nesta quarta-feira, e visita o Flamengo, no domingo que vem.

Continua após a publicidade
Publicidade