Group 21 Copy 4 Created with Sketch.
Entretenimento

A riqueza do presépio napolitano

Museu de Arte Sacra de São Paulo mantém a tradição de representar o nascimento de Jesus com 1.500 peças

Pioneiro na arte de montar presépios, São Francisco de Assis, no início do século XIII, foi quem obteve a autorização do papa Honório III para representar com bonecos de argila o nascimento de Jesus. O intuito era alcançar os mais pobres, que poderiam assim vislumbrar o mistério celebrado no Natal.

Enquanto a tradição original busca seguir a descrição contida nos textos bíblicos dos Evangelhos, os presépios napolitanos reúnem elementos sagrados e profanos. Eles nasceram mais tarde, no século XVIII, e representam, além da Natividade de Jesus, cenas cotidianas de uma aldeia da região de Nápoles, na Itália. A obra exibe personagens curiosos, como um barbeiro, um charlatão, um açougueiro e até um pizzaiolo.

Faça um passeio em 360º pelo presépio

Imagens capturadas com a câmera Samsung Gear 360


Desde 1999, o Museu de Arte Sacra de São Paulo abriga uma instalação definitiva e readaptada de um presépio napolitano que soma mais de 1.500 peças entre esculturas e acessórios produzidos em materiais como terracota, madeira, tecidos e metais. A obra foi trazida ao Brasil por Francisco Matarazzo Sobrinho (Cicillo), em 1949, e fica exposta em uma sala que outrora fora a moradia do capelão do Mosteiro da Luz, fundado por Santo Antônio de Santana Galvão e que ainda abriga freiras Concepcionistas. 

Segundo informações do Museu de Arte Sacra, o local recebe anualmente 50.000 visitantes. A obra fica protegida por vidros e pode ser percorrida através de uma rampa. A temperatura no interior é mantida entre 19º e 22ºC, entre outras medidas necessárias para a conservação das peças.

Serviço:

Presépio Napolitano do Museu de Arte Sacra de São Paulo
Horários: Terça a Domingo das 10h às 11h e das 14h às 15h
Ingressos: R$6,00 e a entrada é gratuita aos sábados