Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Juliette Binoche defende Harvey Weinstein: ‘já sofreu o suficiente’

Presidente do júri do Festival de Berlim, a atriz disse na abertura oficial do evento que nunca teve problemas com o produtor acusado de abuso e estupro

A atriz Juliette Binoche, presidente do júri do69º Festival de Berlim declarou nesta quinta-feira, 7, durante sua fala de abertura do festival, achar que Harvey Weinstein “já sofreu o suficiente” e que nunca teve problemas com o produtor acusado de assédio, abuso sexual e estupro. “As pessoas já se manifestaram, eu mesma me manifestei. Agora é a hora da Justiça fazer seu trabalho”, disse a atriz francesa. Weinstein será julgado em 6 de maio sob acusação de abuso sexual e estupro de duas mulheres. Mais de setenta, quase todas atrizes, porém, relatam ter sofrido assédio do ex-magnata do cinema.

Juliette Binoche justificou, dizendo que está “se colocando no lugar” do ex-produtor, afastado de suas funções desde que as denúncias ganharam força. “Eu nunca tive problemas com ele”, disse. “E não podemos esquecer que ele foi quase sempre um grande produtor”, acrescentou a atriz, que atuou em O Paciente Inglês, de 1996, e em Chocolate, de 2001, com Weinstein assinando a produção executiva.

As denúncias contra Weinstein deram origem ao movimento #MeToo, que foi o estopim para dezenas de denúncias a respeito de assédio, abuso e outras formas de violência sexual em ambientes da indústria cinematográfica. No ano passado a também francesa Catherine Deneuve acusou o movimento de criar um clima totalitário no cinema. La Deneuve propôs um abaixo assinado no jornal Le Monde, defendendo o direito dos homens de flertarem ainda que “desajeitadamente” com as mulheres. Reuniu cerca de 100 nomes.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Bandarra

    Era só para fazer onda.

    Curtir