Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Kevin Spacey é apagado de filme e trocado por Christopher Plummer

Astro de 'House of Cards' será apagado digitalmente do longa, que tem lançamento previsto para 22 de dezembro

O diretor e os produtores do filme finalizado, mas ainda não lançado, Todo o Dinheiro do Mundo, de Ridley Scott, decidiram remover Kevin Spacey da produção e escalar outro ator para o papel do magnata americano do petróleo Jean Paul Getty. Spacey será apagado digitalmente do longa. Christopher Plummer (Elsa & Fred) foi convocado às pressas para assumir o trabalho no lugar do astro de House of Cards, alvo de diversas denúncias de assédio sexual feitas por atores mais jovens. Todo o Dinheiro do Mundo narra a história real do sequestro do neto do já falecido Jean Paul Getty, o adolescente John Paul Getty 3º, em 1973.

A Sony Pictures também retirou o filme do festival do Instituto Americano de Cinema (AFI, na sigla em inglês) em Los Angeles, que começa no próximo dia 16 de novembro. Todo o Dinheiro do Mundo deve estrear em circuito comercial dia 22 de dezembro, a tempo do Natal.

Mark Wahlberg e Michelle Williams, que também estrelam o filme, devem participar das regravações. Fontes disseram à Variety que Spacey gravou o equivalente a duas semanas de filmagens e que há muitas cenas nas quais Getty é o único personagem.

A refilmagem vem depois que o ator Anthony Rapp acusou Spacey de tentar seduzi-lo em 1986, quando tinha 14 anos de idade. Spacey disse que não se lembra do incidente, mas se desculpou. De acordo com seus representantes, ele está buscando um tratamento. Depois de Rapp, outros atores que trabalharam com Spacey o acusaram de conduta sexual imprópria, e oito funcionários antigos e atuais da série House of Cards, da Netflix, também o denunciaram, segundo a CNN.

A Netflix já anunciou que não levará adiante a produção de House of Cards com Spacey. A série pode ter uma sexta temporada, mas sem ele. A plataforma de streaming informou que também não lançará o filme Gore, no qual Spacey interpreta o falecido escritor americano Gore Vidal.