Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Personagem beata de novela da Globo repete frase de Damares

Vivida por Elizabeth Savalla, a moralista Mirtes fez discurso sobre a cor certa para homens e mulheres em cena de 'O Sétimo Guardião'

Uma das já célebres declarações da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos Damares Alves foi lembrada nesta terça-feira, 26, na novela das 9 da Globo, O Sétimo Guardião.

A personagem Mirtes, beata moralista vivida por Elizabeth Savalla, repetiu uma versão da máxima segundo a qual “meninos vestem azul e meninas vestem rosa”, como argumento para destituir o delegado Machado (Milhem Cortaz) do cargo pelo fato de ele usar roupas íntimas femininas.

Em diálogo com a mulher do delegado, Rita de Cássia (Flávia Alessandra) — a dona das calcinhas usadas pelo personagem de Cortaz —, Mirtes diz ter recebido a missão “do Senhor” de tirar todos os pecados do mundo. “E o pecado do seu marido é gravíssimo porque a lei divina diz que os homens vestem azul e as mulheres vestem rosa”. A cena terminou com as duas trocando tapas. 

O Sétimo Guardião bateu, no fim de 2018, o recorde de pior Ibope da história de uma novela das 9 desde que a medição começou a ser feita: o programa chegou a marcar apenas 15,2 pontos. Atualmente a novela regista uma média de 28,29 pontos (cada ponto equivale a 71,8 mil domicílios).

Uma das razões possíveis do aumento de público neste ano foi a separação do casal de atores José Loreto e Débora Nascimento, por uma suposta traição com Marina Ruy Barbosa, com quem Loreto vive par romântico na novela.

Mas o desempenho melhor também está ligado ao crescimento na trama da personagem de Elizabeth Savalla, que ao “descobrir” a internet passa a difamar e disseminar fofocas sobre a vida pessoal de todos os moradores da cidade de Serro Azul que se comportam fora de seu padrão de moralidade.