Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dony de Nuccio pede demissão da Globo após quebrar código de ética

Apresentador do 'Jornal Hoje' gravou vídeo para banco, contrariando norma interna da emissora

O jornalista Dony de Nuccio, que apresentava o Jornal Hoje, na Rede Globo, pediu demissão da emissora, segundo informações divulgadas pelo site Notícias da TV nesta quinta-feira, 1º. De acordo com a publicação, o apresentador decidiu apresentar sua carta de demissão ao reconhecer que violou o código de ética e conduta dos jornalistas da Globo ao participar de vídeo institucional do banco Bradesco. O apresentador também admitiu que chegou a negociar valores do contrato.

A emissora não autoriza jornalistas a fazer publicidade, e, no vídeo, De Nuccio usa o termo “nossos clientes”. O apresentador foi repreendido, mas seguiu em seu posto até então. A carta de demissão, enviada ao diretor-geral de Jornalismo da emissora, Ali Kamel, veio depois de o site ter veiculado detalhes das conversas entre o Bradesco e a empresa ligada a De Nuccio, Prime Talk. Em um e-mail, o jornalista negocia um contrato que geraria 60 milhões de reais em três anos.

VEJA Gente: Saída de De Nuccio assusta colegas da Globo

“Procurei vasculhar o histórico de dois anos de e-mails enviados por mim enquanto cumpria função na empresa. De fato, na esmagadora maioria das vezes, eu não tratava de valores com contratantes”, diz o e-mail do jornalista enviado a Kamel. “Mas, em algumas circunstâncias pontuais, e das quais eu sinceramente não me recordava, há sim menção a cifras e projetos.”

De Nuccio acrescenta, na carta publicada pelo site, que uma das atividades desempenhadas por sua empresa poderia ser interpretada como “assessoria de imprensa”, o que contrariaria as normas da emissora. “Entendo com os olhos de hoje que o escopo dos serviços prestados ultrapassa os limites do que a Globo espera de seus jornalistas. E lamento que, mesmo sem dolo, não tenha percebido isso antes.”

Dony De Nuccio estreou no Jornal Hoje há exatamente dois anos, em 1º de agosto de 2017. Ele assumiu a bancada do jornal no lugar de Evaristo Costa.