Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com 500 mil ingressos vendidos, turnê de Sandy e Junior faz história

Com números-recorde, a turnê só tem ingressos para o último show no Rio de Janeiro e para as apresentações da dupla fora do Brasil

A turnê de Sandy e Junior é um fenômeno como há muito não se via no showbiz nacional. Os números confirmam como a volta da dupla está mexendo com várias gerações de brasileiros. Até o dia 27 de agosto, foram vendidos cerca de 500.000 ingressos em todo o Brasil. Nunca na história uma turnê atingiu vendagens tão significativas.

“O que está acontecendo é surreal, inexplicável”, disse uma pessoa ligada aos bastidores do show, e que prefere se manter no anonimato. Iniciada em 12 de julho, a turnê passará por cerca de 11 cidades. O último show da dupla ocorrerá no dia 09 de novembro no Rio de Janeiro, onde também será gravado um DVD sobre a turnê do retorno dos irmãos filhos do sertanejo Xororó.

Em São Paulo, a turnê bateu recordes. Com quatro shows, os irmãos entram no hall dos músicos que mais tocaram no Allianz Parque desde a reinauguração da arena do Palestra Italia, em 2014. Só perdem para Paul McCartney – que, além de ter sido o primeiro a fazer uma apresentação no belo estádio renovado, contabiliza cinco apresentações em cinco anos.

Também na capital paulista, a corrida para comprar ingressos serviu de termômetro do grau de excitação dos fãs. No início das vendas, houve confusão. Embora houvesse somente 90.000 ingressos disponíveis para as apresentações do final de semana de 24 e 25 de agosto, cerca de 500.000 interessados se engalfinharam nas filas para disputar a chance de ver o show da dupla. Os ingressos se esgotaram em menos de uma hora (o mesmo, aliás, se repetiria no Rio).

Fãs viraram a noite acordados em busca de um ingresso. Na bilheteria oficial do Rio de Janeiro, as pessoas passaram a madrugada debaixo de chuva e enfrentaram temperaturas baixas para garantir a entrada delas no evento. Em todo o país, o preço dos ingressos varia de 70 a 3.200 reais (o valor mais caro dá direito a um camarote para 10 pessoas no Classic Hall, em Recife).

O primeiro show aconteceu na capital de Pernambuco, também com ingressos esgotados. Os fãs se surpreenderam com a superprodução instalada, que remete a turnês de grandes astros do showbiz internacional. Apenas os figurinos utilizados por Sandy, por exemplo, são estimados em 200.000 reais.

Além disso, produtos oficiais são vendidos separadamente nos estádios. O copo da turnê custa R$ 20,00. A camiseta, R$ 80,00. O boné sai a R$100,00 e o box com todos os CDs da dupla é vendido a R$230,00.

O símbolo da turnê representa a conexão de dois triângulos – um para Sandy, outro para Junior. Em cada contagem regressiva antes da entrada dos irmãos, um telão no palco mostra as figuras geométricas se aproximando até se encostarem. E então o show começa, com cerca de 30 telões de LED  em formas triangulares de diversos tamanhos. No total, são 60 toneladas de equipamentos — peso semelhante ao da estrutura dos shows de Paul McCartney.

Os organizadores do evento não divulgaram o valor do investimento total na turnê.

A dupla ainda fará shows extra em São Paulo nos dias 12 e 13 de outubro. Além de passar por Curitiba (31/08), Manaus (13/09), Belém (14/09), Porto Alegre (21/09), Rio de Janeiro (09/11). E haverá, ainda, apresentações em Nova York (02/10) e Lisboa (06/10). Os únicos ingressos disponíveis, mas por pouco tempo, são para os shows de 9 de novembro no Rio e nas datas fora do Brasil.

Nos Estados Unidos, a dupla se apresentará na Barclay’s Center, no Brooklyn, por onde já passaram estrelas da música como Beyoncé, Madonna, Rihanna, Coldplay e Katy Perry. Os setores mais próximos ao palco, que custam US$ 801 (R$3156), já têm todos os lugares esgotados. O valor dos ingressos que ainda estão disponíveis vai de US$59,50 (R$234) a US$581 (R$2 289).

Os ingressos para o show em Portugal já estão esgotados na maioria dos setores. Os lugares ainda disponíveis custam entre €50 (R$220) e €39 (R$172).

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. francisco penin

    Um megassucesso que, tenho certeza , não contou com a mamata da Lei Rouanet…

    Curtir