Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mercado recebe bem notícia de julgamento do TSE e dólar cai a R$ 4,09

Depois do anúncio do TSE, de que iria julgar o registro da candidatura do ex-presidente Lula, moeda americana começou trajetória de queda

A decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de julgar o registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acelerou a derrubada da cotação do dólar na tarde desta sexta-feira. Às 15h, a moeda americana era vendida a 4,0887 reais, recuo de 1,38%. Na máxima do dia, a cotação bateu 4,1765 reais.

Para o economista-chefe da Corretora Spinelli, André Perfeito, a queda brusca na moeda americana pode ser explicada pela decisão do TSE de julgar a candidatura Lula. “O mercado está totalmente atento ao cenário eleitoral e essa notícia traz uma percepção melhor dos ativos, principalmente o dólar, por parte dos investidores”, disse Perfeito.

Reginaldo Galhardo, da Corretora Treviso, mostra que o mercado está otimista em relação ao julgamento. “Até a eleição, vamos ter esse estresse no dólar. O mercado só vai se tranquilizar quando estiver definido que Lula não participará da disputa que Jair Bolsonaro não esteja na dianteira. Isso parece que está acontecendo”, disse Galhardo.

Outro falto que está influenciando o dólar nesta sexta-feira é a formação da taxa Ptax – taxa de câmbio calculada pelo Banco Central. O BC fixou a moeda americana em 4,1353 reais. “O dólar arrefeceu a partir da definição do BC. Os compradores ficaram satisfeitos e isso acalmou o mercado”, disse o analista da Mirae Asset, Pablo Spyer.

No cenário externo, a informação de que o Fundo Monetário Internacional (FMI) espera concluir rapidamente o acordo com a Argentina, também acalmou os ânimos por aqui, segundo André Perfeito, da Spinelli.