Clique e assine a partir de 8,90/mês

Youtuber posta vídeo de corpo em árvore, faz piada e pede perdão

Americano Logan Paul apagou publicação e pediu desculpas, dizendo que tentava fazer um alerta sobre o suicídio

Por Da redação - Atualizado em 2 jan 2018, 17h38 - Publicado em 2 jan 2018, 10h37

O youtuber Logan Paul publicou um vídeo de mau gosto em seu canal na internet, que conta com mais de 15 milhões de inscritos, neste fim de semana. O jovem americano visitou a floresta japonesa Aokigahara, no monte Fuji, conhecida como “a floresta do suicídio”, pela grande incidência de pessoas que se matam no local. Enquanto caminhava com os amigos, fazendo piadas, eles avistaram o que seria um corpo de uma pessoa enforcada em uma árvore. Paul publicou a filmagem desfocando o rosto da pessoa. Inicialmente, ele e o grupo se mostram chocados, mas logo dão risada da situação. Quando saem da floresta, ele continua filmando e fazendo piadas sobre o local. “Uma dica, não vão até ali”, diz, rindo, para duas garotas que surgem perto dele.

O vídeo, publicado com o título “encontramos uma pessoa morta em floresta do suicídio japonesa”, ainda vinha com informações dizendo que as filmagens “marcariam a história do YouTube”. “Tenho certeza que isso nunca aconteceu com ninguém no YouTube”. Após receber muitas críticas, o vídeo foi apagado. Contudo, as imagens acabaram reproduzidas por outros canais. No vídeo abaixo, a parte em que o corpo aparece foi cortada:

Continua após a publicidade

No Twitter, o rapaz decidiu pedir desculpas. “Vamos começar assim – me perdoem. Esta é a primeira vez que digo isso. Nunca enfrentei tantas críticas desse jeito, pois nunca cometi um erro como este. Estou cercado por boas pessoas que tomam boas decisões, mas eu sou humano e posso estar errado”, disse. “Não fiz isso por visualizações. Eu já tenho visualizações. Fiz isso porque pensei que poderia ser positivo para a internet, e não com o intuito de causar uma onda de negativismo.”

Segundo Logan, a intenção era “convocar uma conversa sobre suicídio” e ajudar na prevenção de casos. “Se este vídeo salvou uma vida, terá valido a pena”, disse. Segundo ele, a reação com risos foi guiada pelo choque e surpresa. “Sempre me lembro que quanto maior meu alcance, maior minha responsabilidade. Pela primeira vez, sinto dizer que lidei com este poder da forma errada. Não acontecerá novamente.”

Continua após a publicidade
Publicidade