Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Victor empurra a mulher em imagem de câmera de segurança

Advogado do cantor deve convocar uma entrevista coletiva em Belo Horizonte tão logo tenha acesso ao relatório da delegada Danúbia Quadros

Por Maria Carolina Maia 4 abr 2017, 17h54

De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, as imagens usadas como base para o indiciamento do sertanejo Victor Chaves, acusado de agredir a mulher, Poliana, grávida do segundo filho do casal, mostram o cantor empurrando a esposa dentro do prédio onde moram, em Belo Horizonte. A delegada responsável pelo caso, Danúbia Quadros, não informa, porém, em que área do condomínio a cena foi captada nem pretende divulgar as imagens anexadas ao processo. Procurado, o advogado de Victor, Felipe Martins Pinto, não foi encontrado para comentar o inquérito. De acordo com a assessoria de imprensa da dupla, no entanto, Martins Pinto deve convocar uma entrevista coletiva em Belo Horizonte tão logo tenha acesso ao relatório da delegada Danúbia Quadros.

Nesta terça-feira, a Polícia Civil mineira anunciou ter decidido pelo indiciamento do cantor sertanejo Victor pelo crime de “vias de fato” no contexto de violência doméstica. “A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que relatou à Justiça o inquérito instaurado a partir da denúncia de agressão registrada por Poliana Bagatini Chaves. Assim, diante das provas coletadas, a PCMG concluiu pelo indiciamento de Victor Chaves pela contravenção penal prevista no artigo 21, do Decreto Lei 3.688/41, vias de fato, conforme demonstrado no laudo pericial das imagens das câmeras de segurança do prédio e pelo depoimento da vítima”, diz nota enviada à imprensa pela Polícia Civil de Minas Gerais.

Entenda o caso

No dia 24 de fevereiro, Poliana Bagatini Chaves registrou um boletim de ocorrência contra o marido, Victor Chaves. A assessoria de imprensa da Polícia Civil de Minas Gerais informou que Poliana afirmou ter sido derrubada no chão e chutada diversas vezes. Victor negou as acusações e falou sobre o caso no programa Fantástico. Depois, Poliana retirou as acusações. O exame de corpo de delito não indicou agressão.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês