Clique e assine a partir de 9,90/mês

Sucesso na Globo e no streaming, ‘Manifest’ é série genérica que satisfaz

A produção chega à segunda temporada provando o valor de uma trama comum cheia de teorias conspiratórias: é tudo de que o povo gosta

Por Raquel Carneiro - Atualizado em 5 ago 2020, 15h18 - Publicado em 31 jul 2020, 06h00

Cal (Jack Messina) é um garoto de 10 anos com câncer e poucos meses de vida. Ele retorna com a família de uma viagem à Jamaica quando a aeronave é sacudida por uma turbulência. Uma luz no céu o atrai e ele diz: “Está tudo conectado”. Quando pousam em Nova York, o espanto: passaram-se cinco anos desde que o avião decolou da Jamaica e desapareceu. Para quem estava a bordo, porém, não se passou um dia sequer. Cal não só não morreu na data prevista como encontrou em terra firme um futuro com tratamento para sua doença. A médica responsável pela pesquisa que possibilitou tal avanço estava a poltronas de distância dele na viagem. De fato, tudo está muito convenientemente conectado na série Manifest — O Mistério do Voo 828, exibida com sucesso pela Globo e pelo Globoplay, que acaba de lançar a segunda temporada.

+ Compre o livro Antes da Queda

Prima distante e mais rasa de Lost — fenômeno da TV entre 2004 e 2010, sobre os sobreviventes da queda de um avião numa ilha —, Manifest combina elementos da ficção científica e da fantasia com uma quantidade exorbitante de ganchos, que prendem com a dúvida do que está por vir. A embalagem mira no amplo e disperso público da TV aberta, que espera semanalmente por um novo episódio, em uma época na qual as maratonas no streaming são o novo normal. Manifest, aliás, tem se mostrado um valoroso exemplar do período de transição das emissoras para o mundo virtual. Exibida nos Estados Unidos pela NBC, a série sofreu um tombo de audiência na exibição regular na TV, mas dobrou o número de espectadores no streaming do canal, resultado que lhe garantiu a renovação para uma terceira temporada. Caminho parecido seguem outros títulos da rede, como The Blacklist e Ponto Cego (exibidas aqui pela TV paga e pela Netflix). São tramas que deitam e rolam em seus excessos, mas cumprem a função de entreter.

+ Compre o livro A Máquina do Tempo
+ Compre o livro The Blacklist Vol. 1 (English Edition)

Em sua nova fase, Manifest acentua velhos dilemas do elenco, encabeçado pela detetive Michaela (Melissa Roxburgh) e por seu irmão Ben (Josh Dallas), pai de Cal. Desde que voltaram, os passageiros são acometidos de visões e vozes que dão ordens e revelam o futuro. Teorias conspiratórias não faltam: eles são perseguidos pelo governo, por um grupo de ódio e por fanáticos religiosos. Pode não ser muito original, mas é disso que o povo gosta.

Continua após a publicidade

VEJA RECOMENDA | Conheça a lista dos livros mais vendidos da revista e nossas indicações especiais para você.

Publicado em VEJA de 5 de agosto de 2020, edição nº 2698

CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO PARA COMPRAR


Antes da Queda

A Máquina do Tempo

The Blacklist Vol. 1 (English Edition)

*A Editora Abril tem uma parceria com a Amazon, em que recebe uma porcentagem das vendas feitas por meio de seus sites. Isso não altera, de forma alguma, a avaliação realizada pela VEJA sobre os produtos ou serviços em questão, os quais os preços e estoque referem-se ao momento da publicação deste conteúdo.

Continua após a publicidade
Publicidade