Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Os melhores cafés em Brasília

Confira os endereços da categoria que valem a visita; mais um bom lugar para tomar chá

Por Gabriela de Almeida, Guilherme Lobão, Larissa Lima, Mirela Mazzola, Mateus Vidigal e Sara Campos Atualizado em 31 ago 2017, 21h37 - Publicado em 19 ago 2017, 02h00

O roteiro a seguir, com quinze estabelecimentos, integra a edição digital de VEJA COMER & BEBER BRASÍLIA 2017/2018:

 

Ernesto Cafés Especiais – eleito pelo júri o melhor café

Antes de abrir o próprio negócio, a mestre em história Juliana Pedro passou de frequentadora assídua de cafeterias a entusiasta estudiosa do assunto. Fez cursos de barista, garimpou fornecedores e uniu- se a especialistas como Hugo Wolff, com quem descobriu bons achados na Serra do Caparaó (MG). É o caso dos grãos Zé Homero, batizados com o nome do produtor. “Mesmo em uma só região, cada cafeicultor tem seu cuidado, sua particularidade, e queremos valorizar isso”, diz ela. Todo dia são moídas duas variedades de café para expressos (em geral, uma com baixa acidez e a outra mais complexa). Cada xícara custa R$ 6,00 ou R$ 8,00. Nas versões passadas em coador Hario V60 (R$ 10,00), Chemex (R$ 14,00), Aeropress (R$ 8,00) e prensa francesa (R$ 9,00), é possível escolher entre seis e oito microlotes. A clientela se espalha pela bem aproveitada área externa para provar as bebidas acompanhadas de comidinhas preparadas lá mesmo. No menu, entram pães de fermentação natural, como o 100% integral com mel e o de vinho com gorgonzola (R$ 12,00 cada um). Há ainda pão de queijo da Serra da Canastra (R$ 4,50) e pamonha assada (R$ 8,00). O espaço sob a copa de uma mangueira com filetes de luzes recebe de tempos em tempos eventos especiais. Aos sábados, por exemplo, podem rolar feira de produtos orgânicos, venda de arranjos florais e até um estúdio com tatuadores que criam desenhos com a temática do café (a proprietária Juliana leva o traço de um moedor manual no braço).

115 Sul, bloco C, loja 14, (61) 3345-4182. 7h/22h. Aberto em 2011.

 

  • 2º Lugar – Los Baristas

    Vitor Ávila e Heloísa Checheliski trocaram a produção audiovisual pelo trabalho de baristas. O casal faz desde a torra dos grãos ao preparo final das bebidas. A carta inclui sugestões como o expresso curto (R$ 6,00, 25 mililitros) e também um drinque gelado, à base de um café extraído a frio, o coldbrew, mais gim, água tônica e angustura (R$ 20,90). Embora enfatize as bebidas, a casa dispõe de um enxuto menu de comidinhas. O bolo de milho (R$ 5,00) desponta como o mais pedido.

    404 Norte, bloco C, loja 38, (61) 3033-6183 (32 lugares). 12h/20h (sáb. 10h/19h; fecha dom.). Aberto em 2015.

     

    3º Lugar – Clandestino

    Inspirados nas cafeterias dinamarquesas e no conto Felicidade Clandestina, de Clarice Lispector, os sócios montaram um local voltado para quem busca cafés especiais e música de qualidade. Os grãos variam de acordo com os microlotes, a exemplo do blend icatu e obatã (R$ 6,50 o expresso). Para comer, há biscoito de tapioca (R$ 5,00 a porção com seis unidades) e bolo de coco gelado (R$ 5,50).

    413 Norte, bloco D, loja 23, (61)  3340-4919 (45 lugares). 14h/21h (dom. 9h/15h; fecha ter.). Aberto em 2015.

     

    Belini Café — The Coffee Experience

    Extensão da tradicional marca da padaria Belini, a casa propõe uma degustação sensorial de cafés como o que é tirado com tempo controlado pelo sistema Clever (R$ 12,90, duas xícaras). Da seção de comidinhas, destaca-se a baguete de pão de queijo na chapa (R$ 7,90).

    114 Sul, bloco B, loja 7, (61) 3554-9005 (50 lugares). 8h/23h (dom. até 22h). Aberto em 2015.

     

    Cristina Colina da Pedra Cafés Especiais

    Os grãos vindos do sul de Minas são vendidos em embalagens (R$ 115,00 o quilo da versão orgânica) e usados em dez opções de extração. O expresso sai a R$ 7,50. Para comer, experimente a torta de chocolate (R$ 14,00) e a porção de pão de queijo (R$ 9,00).

    202 Norte, bloco A, loja 45, (61) 3328-4881 (50 lugares). 9h/20h (sáb. até 19h; fecha dom.). Aberto em 2007.

     

    Laika Café

    O casal Syomara Barchini e Pablo Alejandro comanda a cafeteria. Para pessoas com intolerância à lactose, há cafés que levam leite de arroz, como o machiatto (R$ 6,50) e o cappuccino (R$ 11,50). O croissant sai nas versões tradicional (R$ 5,50), integral (R$ 7,70) e recheada com peito de peru, mussarela, pasta de tomate seco e pesto de manjericão, tomate e alface (R$ 18,50).

    SHIS Q.I. 5, Gilberto Salomão, stand 18, (61) 3702-5500 (60 lugares). 7h30/19h (fecha dom). Aberto em 2013.

     

    L’amour du Pain

    A cafeteria tem o croissant com amêndoas (R$ 9,00) como carro-chefe dos comes. Para acompanhar, saem bebidas como o bavarois (R$ 9,90), preparado com café expresso, chocolate belga, calda de chantili e calda de chocolate.

    115 Sul, bloco B, loja 10, (61) 3525-5909 (120 lugares). 7h/22h. Aberto em 2016.

     

    Martinica Café

    Continua após a publicidade

    Reduto de artistas, o local costuma receber lançamentos de livro e pequenos eventos culturais. O café vienense (R$ 15,30), com chocolate em pó, creme de leite, chantili e canela, surge como uma das pedidas clássicas. O cardápio lista tapiocas, sanduíches e petiscos, como o salsichão com batata e bacon (R$ 27,50).

    Brasília Shopping, (61) 3328-5241 (14 lugares). 10h/22h (dom. 13h/20h). 303 Norte, bloco A, loja 4, (61) 3326-2357 (120 lugares). 16h30/0h. Aberto em 1990.

     

    Objeto Encontrado

    Ponto de encontro para quem se interessa por literatura e arte, fez fama pelos cafés extraídos da La Marzocco, como o macchiato (R$ 8,00), e pela cheesecake com calda de framboesa ou de fruta da estação (R$ 15,00 a fatia). Desde 2015, a cafeteria conta com uma carta de uísque que agrega mais de oitenta rótulos.

    102 Norte, bloco B, loja 56, (61) 3081-8383 (50 lugares). 12h/23h (fecha dom.). Aberto em 2011.

     

    Sincera Café

    Dos combinados para café da manhã, o chamado número dois (R$ 19,90) inclui pão na chapa, ovos mexidos, café e suco com sabor à escolha do cliente. No almoço, saem pratos como o risoto (R$ 34,90) e a feijoada completa, que é servida aos sábados por R$ 80,00, para duas pessoas.

    112 Norte, bloco C, loja 2, (61) 3033-6474 (50 lugares). 8h/18h30 (sáb até 15h; fecha dom.). Aberto em 2004.

     

    Suplicy

    Um grande sofá convida a clientela a provar sem pressa os cafés, entre eles o expresso (R$ 6,00) e o mocha, que mistura leite, chantili e chocolate ou caramelo (R$ 10,50). De São Paulo, onde surgiu a rede, vêm os grãos e também os pães de queijo — tradicional (R$ 4,00) e multigrão (R$ 4,50).

    Shopping Iguatemi Brasília, (61) 3577-5156 (48 lugares). 10h/22h (dom. a partir das 11h). Aberto em 2011.

     

    Sebinho Café e Bistrô

    Neste misto de cafeteria e bistrô, o empresário Euro Cesar serve desde um expresso caprichado (R$ 4,10) a lanches e refeições. Batizados com nomes de artistas, os itens do menu reúnem receitas como o pão ciabata recheado de frango ao molho béchamel, mais provolone, tomate seco e cogumelo-de-paris (R$ 24,90).

    406 Norte, bloco C, loja 44, (61) 3447-4444 (120 lugares). 12h/23h (sáb. a partir das 8h30; fecha dom.). Aberto em 2005.

     

    Senhoritas Café e Bistrô

    Escritor e poeta, Renato Fino mantém há dez anos este café com vocação para a boemia. Entre as bebidas, o colina (R$ 23,00) consiste em um expresso duplo com uísque, açúcar mascavo, canela e cacau. Da seção de comida, o sanduíche profino reúne, no pão ciabatta, filé-mignon, azeitona preta, mussarela e molho à base de café e vinho. Vai à mesa com salada e fritas por R$ 29,00.

    408 Norte, bloco E, loja 42/52, (61) 3340-2696 (100 lugares). 18h/0h (qui. a sáb. até 1h30; fecha dom.). Aberto em 2007.

     

    Seu Patrício

    Fabrício Lima, o seu Patrício, comanda a casa e fica o dia todo atrás da máquina La Marzocco, de onde extrai os cafés servidos sobre tábuas de madeira. O cliente escolhe entre seis métodos de extração, a exemplo da Chemex e da prensa francesa (ambos R$ 7,00, 100 mililitros). Para beliscar, o pão de beijo (R$ 8,00, com cinco unidades) consiste na versão vegana do pão de queijo, com batata-doce, tomate seco, orégano e alecrim incorporados à massa de polvilho.

    AOS 1/2, bloco B, loja 10, (61) 99246-9263 (18 lugares). 14h/21h (sáb. e dom. 9h/16h). Aberto em 2016.

     

    CASA DE CHÁ

    Vincent Casa de Chá

    A casa recebe clientes para um típico chá inglês com elementos nacionais e franceses. Além da bebida, o pacote mais modesto inclui madeleine, cupcake, macaron, brigadeiro, croissant, pão de queijo, pães, scone (bolo britânico), petit-fours e quiche(R$ 34,00). Dentre as 26 opções da carta de chás, a mais vendida consiste na infusão de hibisco com maçã, cassis, morango e framboesa desidratada (R$ 10,00, 200 mililitros).

    409 Norte, bloco A, loja 39, (61) 3201-1214 (56 lugares). 16h/22h (fecha dom.). Aberto em 2012.

    Continua após a publicidade
    Publicidade