Clique e assine com até 92% de desconto

Noah Centineo, o galã ‘millennial’

Fofo e com um jeitinho de nerd frágil, o americano se tornou o rosto mais popular das comédias românticas da era do streaming

Por Eduardo F. Filho Atualizado em 7 fev 2020, 10h12 - Publicado em 7 fev 2020, 06h00

“Oi, eu sou o Noah. Você não sabe, mas tenho dois filmes a caminho. Se quiser trabalhar comigo, eu adoraria ler um roteiro. Me avise.” Até o começo de 2018, um humilde Noah Centineo sacava essas frases decoradas ao tentar convencer produtores de Hollywood a lhe dar trabalho. Quem esteve no Tudum, festival realizado pela Netflix em São Paulo entre 25 e 28 de janeiro, pôde perceber como as coisas mudaram na vida do rapaz desde então. Aos 23 anos, o americano se tornou o galã dos young adults (jovens adultos) — fundamentalmente, os chamados millennials, nascidos após a revolução digital. A presença do ídolo foi o momento de maior frenesi para os 50 000 presentes ao Pavilhão da Bienal. “Entrar em uma sala e ouvir as pessoas gritando meu nome é uma loucura”, disse ele a VEJA.

Centineo veio ao Brasil para divulgar a sequência do filme que fez dele o símbolo do renascimento das comédias românticas na Netflix. Quando Para Todos os Garotos que Já Amei foi lançado, em agosto de 2018, ele contabilizava 800 000 seguidores nas redes sociais. Com a súbita popularidade, o número saltou para mais de 14 milhões em dois meses. Para Todos os Garotos: P.S. Ainda Amo Você estreia na quarta-feira 12 com a missão de suceder à comédia romântica de maior sucesso no stream­ing. Nela, uma adolescente tímida tem a vida sacudida quando cartas de amor que escrevera a vários paqueras são enviadas a eles pela irmã. Centineo faz o amigo que finge ser o namorado da jovem no meio da confusão — e por quem, claro, ela se descobre apaixonada.

  • Noah Gregory Centineo nasceu na Flórida, em 1996. De origem italiana, o menino desde cedo queria ser artista. Aos 16 anos, parou o ensino médio para se mudar para Hollywood e se dedicar à carreira. “Eu me conheço, sei que não seria um matemático, professor ou acadêmico”, disse na época. Centineo encarou maratonas de audições até conseguir papéis em séries infantis do Disney Channel. Em 2015, passou a integrar o elenco de The Fosters — e aí chamou a atenção da Netflix, que o contrataria logo adiante.

    A rigor, Centineo não ganhou ainda um personagem forte o suficiente para demonstrar se tem talento. Mas, com seu sorriso fácil e carisma, não é difícil entender por que ele atiça as garotas (e as nem tão novinhas assim). Ao encarnar o macho dócil e frágil também em outro arrasa-quarteirão romântico, O Date Perfeito, ele se impôs como um Dermot Mulroney (de O Casamento do Meu Melhor Amigo) da nova geração. Mas seu coração já tem dona: ela se chama Alexis Ren, é modelo e influencer. Apesar da fama, Centineo não se acha galã. “Não sei ser um símbolo sexual. Prefiro usar minha projeção para ajudar as pessoas a se tornar melhores consigo mesmas”, diz.

    + Compre o livro Para Todos os Garotos que Já Amei na Amazon
    + Compre o livro P.S. Ainda Amo Você na Amazon
    + Compre o livro Agora e Para Sempre, Lara Jean na Amazon

    Sobre se tornar uma pessoa melhor, o jovem sabe bem como é o processo. Antes de assinar com a Netflix, ele se afundou no álcool e nas drogas. No aniversário de 21 anos, foi radical: jogou fora todo o seu estoque de bebidas e substâncias ilícitas. Hoje, toma “apenas café, água e sucos”. Nem todos os príncipes são 100% encantados em Hollywood.

    Publicado em VEJA de 12 de fevereiro de 2020, edição nº 2673

    CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO PARA COMPRAR


    Para Todos os Garotos que Já Amei

    P.S. Ainda Amo Você

    Agora e Para Sempre, Lara Jean

    *A Editora Abril tem uma parceria com a Amazon, em que recebe uma porcentagem das vendas feitas por meio de seus sites. Isso não altera, de forma alguma, a avaliação realizada pela VEJA sobre os produtos ou serviços em questão, os quais os preços e estoque referem-se ao momento da publicação deste conteúdo.

    Continua após a publicidade
    Publicidade