Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Jennifer Lawrence comenta fotos vazadas: ‘É como ser violentada’

Atriz conta que, após três anos, ainda é difícil aceitar que teve suas imagens privadas expostas na internet, ao lado de outras celebridades

Por Da redação 21 nov 2017, 20h11

A atriz Jennifer Lawrence foi entrevistada no podcast da revista The Hollywood Reporter, divulgado nesta segunda-feira, e falou sobre o episódio em que teve fotos íntimas vazadas, quando seu celular foi hackeado. Em 2014, uma brecha no sistema de segurança da Apple permitiu que muitas contas de celebridades na nuvem fossem invadidas. A estrela das franquias Jogos Vorazes e X-Men foi apenas uma das mulheres chantageadas e expostas na internet.

Quando a coisa aconteceu, foi tão incrivelmente violenta que você não pode sequer colocar em palavras”, explicou. Ela afirmou que foi informada por seus seguranças e que estava sendo chantageada – caso não pagasse um resgate, teria novas imagens suas divulgadas. “Sinto como se eu tivesse sido violentada por todo o maldito planeta, como se não houvesse uma pessoa no mundo que não fosse capaz de ver essas fotos íntimas. Você pode estar no churrasco e alguém simplesmente baixá-las no telefone. Foi algo realmente impossível de processar.”

  • Ela contou que foi procurada por outras mulheres vítimas do vazamento, inclusive para mover uma ação contra a própria Apple. “Nada disso iria realmente me trazer paz ou me devolver meu corpo nu ou o de Nic (o ator Nicholas Hoult, seu ex-namorado, que também aparece nas fotos). Eu só estava interessada em me curar”, desabafou, afirmando que ainda não se recuperou totalmente.“Mais ou menos um ano atrás, alguém disse para mim como eu era um grande modelo para as garotas e eu precisei ir ao banheiro chorar porque me sentia uma impostora.”

    Segundo Jennifer, sua resposta ao trauma do vazamento foi filmar o trailer Operação Red Sparrow, no qual interpreta uma sexy espiã russa, previsto para estrear em 2018. “Era algo realmente sexual, o que sempre me assustou, ainda mais depois do que me aconteceu”, revela. “Ao fazer o filme, senti como se pegasse de volta algo que me foi tirado.”

    Continua após a publicidade
    Publicidade