Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

‘DR’ termina em chute de Emilly em Marcos — redes pedem expulsão

No ano passado, Ana Paula Renault foi expulsa por dar um tapa em Renan

Por Da redação Atualizado em 14 mar 2017, 11h52 - Publicado em 14 mar 2017, 11h50

Entediados por dois meses de confinamento, tensos pelo paredão que será decidido nesta terça, no qual Emilly figura outra vez, e envenenados pela maledicência de outros participantes, especialmente o cirurgião plástico Marcos, que tem ouvido horrores da namorada, o único casal desta edição do Big Brother Brasil se desentendeu feio, em uma DR (discussão da relação) que evoluiu para brincadeirinhas agressivas que estão levando internautas a pedir a cabeça da estudante nas redes sociais. Na noite desta segunda-feira, Emilly estava deitada em uma das cadeiras à beira da piscina da casa da Globo, enquanto discutia com Marcos, de pé. Ele se inclinou com os dedos apontados para o pescoço dela, que o afastou com um chute na perna. O médico seguiu para um canto e gemeu de dor.

A atitude de Emilly dividiu opiniões no Twitter, especialmente entre as torcidas que cada jogador já angariou a esta altura da competição. Muitos lembraram o caso que resultou na expulsão da mineira Ana Paula Renault no ano passado, quando ela deu um tapa no colega Renan.  

O atrito que ocorreu no BBB17, porém, já parece ter sido resolvido. Na madrugada desta terça-feira, enquanto Marcos tomava uma ducha na área externa da casa, Emilly se aproximou para pedir desculpas, sem deixar de se queixar da brincadeira de estrangulamento feita por ele. Marcos não apenas fez o mesmo, mas admitiu ter exagerado na sua reação ao chute com uma dramatização.

“Estou sempre pronto pro diálogo, e nunca pra agressão”, disse o cirurgião, debaixo do chuveiro. “Mas suas brincadeiras são agressivas, Marcos. Tu veio com os dedos na minha garganta e eu só quis te afastar, não quis te machucar”, respondeu Emilly. “Mas não me machucou, eu só fiz uma cena.”

Pouco depois, os dois podiam ser vistos em clima carinhoso sobre a cama, no quarto coletivo. Ela, deitada de bruços, recebia uma massagem dele.

Continua após a publicidade

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês