Clique e assine a partir de 8,90/mês

Disney e YouTube rompem com youtuber por vídeos antissemitas

PewDiePie, o youtuber com mais inscritos do mundo, perdeu suas maiores parcerias ao publicar conteúdo de teor nazista

Por Da redação - Atualizado em 14 fev 2017, 17h18 - Publicado em 14 fev 2017, 16h22

O YouTube e a Maker Studios — filial do grupo Disney destinada à plataforma de vídeos — colocaram fim à parceria com o youtuber Felix Kjellberg, o PewDiePie, depois que ele publicou vídeos com conteúdos considerados antissemitas. O sueco detêm o canal com maior número de inscritos do YouTube, 53 milhões no total, e ganhou fama ao publicar vídeos humorísticos, com um quê de sarcasmo e ironia.

Segundo o The Wall Street Journal, PewDiePie possuía liberdade total de criação em seu contrato com a Disney, mas teria passado do limite ao publicar em vídeo dois indianos segurando um cartaz com a frase “Morte a todos os judeus. “Embora Felix tenha criado uma base de seguidores por ser provocador e irreverente, claramente foi muito longe neste caso e os vídeos resultantes são inadequados”, afirmou ao jornal nova-iorquino a porta-voz da Maker Studios.

A brincadeira também resultou na ação do YouTube, que cancelou a segunda temporada da websérie de PewDiePie, Scare, e o retirou de sua aba “Preferidos pelo Google”, que indica conteúdo seguro para anunciantes.

Felix ainda não comentou os cancelamentos, mas negou apoiar qualquer discurso de ódio, via publicação em seu Tumblr. “Estava tentando mostrar quão louco é o mundo moderno, especialmente alguns serviços disponíveis online.” Na postagem, ele afirmou ter contratado os indianos por cinco dólares via site para encontrar trabalhos temporários. Não ficou claro se ele teria escrito a frase do cartaz, ou os rapazes. “Embora não fosse minha intenção, entendo que estas piadas sejam, no fim das contas, ofensivas.”

Recentemente, o site do The Wall Street Journal contabilizou nove vídeos com piadas antissemitas e referências nazistas publicados desde agosto pelo canal de PewDiePie. Um, por exemplo, mostra um homem vestido como Jesus dizendo: “Hitler não fez absolutamente nada ruim”.

No vídeo abaixo, a partir de 11 minutos e 30 segundos, surgem os indianos com a piada em questão.

(com Agência France Press)

 

Continua após a publicidade
Publicidade