Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Danilo Gentili tem perfil no Facebook suspenso por publicação de 2016

Apresentador do SBT foi banido por sete dias por violar 'os padrões da comunidade' da rede social

Por Redação
Atualizado em 26 abr 2019, 15h51 - Publicado em 25 abr 2019, 20h29

Danilo Gentili afirmou nesta quinta-feira, 25, que teve seu perfil no Facebook suspenso por sete dias. “O lixo do Facebook acaba de me banir por sete dias por um post de 2016 onde eu brincava com a @jublackpower – detalhe: a ideia da brincadeira foi dela”, escreveu o apresentador do SBT em sua página no Twitter. “Dezenas de pessoas me imputam crime de racismo no mesmo Facebook e não são banidas. Imputar crime: OK. Piada: Não pode.”

Na publicação em questão, Gentili posava com Juliana Oliveira, que faz parte do elenco de sua atração no canal de Silvio Santos, e um ovo de Páscoa. Na legenda da foto, escreveu: “De um lado esse maravilhoso chocolate de primeira que comerei o dia todo durante esse domingo tão especial. Do outro lado um ovo de Páscoa escrito meu nome”.

O humorista publicou um print da mensagem de suspensão do Facebook. “Aparentemente, você publicou algo que não segue nossos Padrões da Comunidade”, diz o texto. Outra imagem diz que o perfil foi suspenso por sete dias. “Você não poderá publicar no Facebook durante esse período. Se você publicar algo que viole os nossos padrões outra vez, sua conta será bloqueada por 30 dias. Se fizer isso outra vez, sua conta será bloqueada por um período ainda maior. Lembre-se: quem publica com frequência conteúdo proibido no Facebook pode ter a conta permanentemente desativada.”

Continua após a publicidade

Em nota, o Facebook afirma: “O Facebook conta com Padrões da Comunidade, que detalham o que é permitido ou não na plataforma. Contamos com nossa comunidade para denunciar conteúdos que possam estar violando nossas políticas para que sejam revisados e, se for o caso, removidos“.

Condenação à prisão

No último dia 10, Gentili foi condenado pela 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo a seis meses e 28 dias de prisão em regime semiaberto por injúria à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). Em 2016, o apresentador do SBT publicou uma série de tuítes chamando a deputada de “falsa”, “cínica” e “nojenta”. Ao receber uma notificação extrajudicial pedindo que apagasse as mensagens, o humorista gravou vídeo rasgando o documento e colocando-o dentro das calças. O humorista poderá recorrer da sentença em liberdade

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.