Clique e assine a partir de 8,90/mês

Com câncer terminal, co-criador de ‘Os Simpsons’ quer doar fortuna para caridade

Com expectativa de vida de três a seis meses, Sam Simon irá doar "dezenas de milhões" de dólares a instituições filantrópicas

Por Da Redação - 26 jul 2013, 18h47

Diagnosticado com um câncer terminal no cólon, Sam Simon, co-criador da série de animação americana Os Simpsons junto com Matt Groening, doará praticamente toda a sua fortuna para instituições de caridade que combatem a fome e lutam pelos direitos dos animais. Ele tem 58 anos.

Em entrevista concedida à revista americana The Hollywood Reporter, Simon alegou que os royalties do seriado exibido pela Fox lhe garantem “dezenas de milhões de dólares” anualmente, mesmo ele tendo deixado de participar da produção em 1993. Além de sua carreira na televisão dos Estados Unidos, Simon também é conhecido por apoiar instituições de caridade. Ele até criou uma, a Sam Simon Foundation, que tem o objetivo de acolher e ajudar pessoas carentes da cidade de Malibu (Califórnia), alimentando-as com um cardápio vegetariano, além de tratar de animais de rua.

LEIA TAMBÉM:

Cidade de ‘Os Simpsons’ vai ganhar réplica

‘Os Simpsons’ e ‘Uma Família da Pesada’ vão se encontrar em episódio especial

Sam Simon teve seu câncer terminal diagnosticado em maio deste ano, já em estágio avançado. Ele tem expectativa de vida de três e seis meses. Simon passou por dois casamentos sem filhos com a atriz Jennifer Tilly e a ex-modelo da Playboy americana Jami Ferrell.

Continua após a publicidade
Publicidade