Clique e assine com até 92% de desconto

‘Ma Rainey’, o filme póstumo com o astro de ‘Pantera Negra’

Discreto sobre sua luta contra o câncer, o ator brilhou nas telonas em obras importantes para a representatividade negra e deixou projetos concluídos

Por Redação Atualizado em 29 ago 2020, 21h04 - Publicado em 29 ago 2020, 10h12

A morte de Chadwick Boseman, aos 43 anos, foi anunciada nesta sexta-feira, 28, e pegou seus fãs de surpresa. O astro de Pantera Negra – filme da Marvel que trouxe o super-herói negro potente e inspirador – lutava contra um câncer de cólon desde 2016, dividindo-se entre quimioterapia, cirurgias e filmagens que exigiam grande fôlego. Seu último filme em vida foi Destacamento Blood, dirigido por Spike Lee e lançado em junho deste ano. Ele conta a história de um grupo de veteranos negros da Guerra do Vietnã que buscam o que restou de seu antigo esquadrão, incluindo um tesouro que ajudaram seu líder a esconder.

Outro projeto é o Ma Rainey’s Black Bottom (“O fundo do poço de Ma Rainey”, em tradução livre), filme dirigido George C. Wolfe e que traz no elenco, além de Boseman, a vencedora do Oscar Viola Davis e Colman Domingo, que atuou em Lincoln (2012). Baseado na peça homônima de August Wilson, autor laureado com o Pulitzer duas vezes (1987 e 1990), trata-se de um drama sobre a história real de Gertrude Malissa Nix Pridgett Rainey, conhecida por Ma Rainey, uma das mais antigas cantoras profissionais de blues e também uma das primeiras a gravar sua voz. A obra traz os bastidores de uma lendária gravação, com a tensão da cantora negra sobre divisão de lucros com seu empresário branco.

Segundo o Internet Movie Database (IMDB), as gravações do filme produzido pela Netflix foram concluídas e o filme será lançado ainda neste ano, sendo o primeiro lançamento póstumo do autor. Outra participação concluída é a voz de Boseman como T’Challa/Pantegra Negra na série animada What If…?, do universo Marvel, com previsão de estreia em 2021.

Enquanto batalhava contra o câncer, Chadwick Boseman também negociava o papel principal no filme Yasuke, em que interpretaria o único samurai de origem africana no Japão feudal que se tem registro, em roteiro escrito por Doug Miro e Gregory Widen. Essa obra que, como outras do ator, seria um grande passo para a cultura e representatividade negra, infelizmente não iremos assistir com a elogiada interpretação de Boseman.

Continua após a publicidade
Publicidade