Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

‘BBB18’: Ginásio com final ao vivo no AC reúne deputados e vereadores

Políticos de Rio Branco tentam pegar carona na popularidade de Gleici, que é filiada ao PT no Estado e gritou 'Lula Livre' ao deixar o confinamento

Por Fabio Pontes
Atualizado em 20 abr 2018, 10h49 - Publicado em 20 abr 2018, 10h45

Com o Ginásio Coberto, principal centro esportivo do bairro de Gleici Damasceno em Rio Branco (AC), a Baixada da Sobral, tomado por uma multidão, familiares e amigos da estudante de psicologia comemoraram a vitória na edição 2018 do Big Brother BrasilOs organizadores do evento estimam que entre 2.500 e 3.000 pessoas passaram pelo local na noite desta quinta-feira. Com 57,28% dos votos do público, Gleici conquistou o prêmio de 1,5 milhão de reais, além de um carro zero.

A transmissão no bairro de Gleici contou com estrutura de som e vídeo, um banner gigante com uma foto da participante e um mosaico de balões que formava a bandeira do Acre. As arquibancadas e a quadra foram ocupadas pelo público. No local, além de amigos e parentes, era possível encontrar políticos locais com mandato, vereadores e deputados, além de outros em busca de um, na tentativa de pegar carona na popularidade da participante acreana do BBB.

Era o caso de Ney Amorim, presidente da Assembléia Legislativa estadual e pré-candidato petista ao Senado. Do vereador petista Rodrigo Forneck e de Perpétua Almeida, PCdoB, ex-deputada federal e pré-candidata neste ano. Gleici é filiada ao PT de Rio Branco, do qual é secretária municipal de movimentos populares.

Continua após a publicidade

Os avós, tias e primos de Gleici preencheram a primeira fileira de cadeiras colocadas na quadra. Na trilha sonora antes do início da transmissão, tocaram músicas do estilo preferido de Gleici, o funk.

“Eu estou muito feliz, muito satisfeito. Agradeço ao povo do Acre pela torcida. Para nós, é um motivo de muito orgulho. A Gleici sempre foi uma menina muito batalhadora e merece viver tudo isso”, diz Manoel Lauro da Silva, 67 anos, avô da estudante.

Casado com a avó da estudante, Raimunda Damasceno, 82 anos, há 50 anos, eles vivem em uma casa simples de madeira no terreno onde ficava a antiga moradia da família da vencedora do BBB. Gleici disse, no BBB18, que, se conquistasse o prêmio, construiria uma casa nova para a avó.

Nesta semana, dona Raimunda sofreu uma queda e rompeu o fêmur. Por isso, passou toda a transmissão sentada e com a perna esquerda apoiada em uma cadeira. No momento do anúncio do vencedor, porém, puxou forças e se levantou para comemorar a vitória da neta. “Estou emocionada, mas tranquila. Espero que ela seja feliz”, disse a avó da campeã.

“A gente não sabe explicar tudo isso que está acontecendo. Tudo mudou”, afirma Lucirlene Damasceno, tia de Gleici. Para ela, a vida de toda a família será diferente após a participação da sobrinha no reality show da Globo.

Continua após a publicidade

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.