Clique e assine a partir de 8,90/mês

A melhor cozinha de peixes e frutos do mar é do Coco Bambu

Na única unidade da rede cearense em Goiás, fazem sucesso os fartos pratos, ideais para compartilhar

Por Camila Sayuri, Eula Lôbo, Geovane Gomes, Juliana Koch, Natália Ribeiro, Vinicius Tamamoto e Yuri Lopes - Atualizado em 28 out 2017, 13h08 - Publicado em 28 out 2017, 04h00

Fundada em Fortaleza, a marca reúne mais de vinte restaurantes espalhados pelo país, incluindo o de Goiânia, inaugurado em janeiro de 2014. Pode ser difícil de acreditar, mas o amplo salão, com mais de 2 000 metros quadrados distribuídos por quatro pavimentos e capacidade para acomodar 600 pessoas, costuma ficar lotado e não é raro encontrar fila na porta. Uma vez acomodados, os clientes escolhem entre as mais de 200 sugestões do menu, que dá enfoque aos pescados. Entre os abre-alas, por exemplo, lidera as vendas o camarão recife (R$ 49,90), marinado na cerveja, frito e refogado com cebola e alho. A seção de pratos principais é estrelada pelo rede de pescador (R$ 309,00, para quatro pessoas), que consiste em uma caçarola de cobre repleta de ingredientes como lagosta, camarão, mexilhão, peixe e lula grelhados ao molho provençal. Para acompanhar, arroz cremoso de açafrão. Outra pedida de sucesso, o pirarucu à meunière (R$ 118,00, para duas pessoas) apresenta o filé de peixe assado com molho cítrico mais alecrim ao lado de arroz e batata chips. Também não faltam opções de bebidas. Dividida entre dois andares do prédio, a adega é abastecida com os 230 vinhos da carta, caso do que leva o nome da casa. Ele é produzido e engarrafado em Portugal especialmente para a rede e custa R$ 75,00 a garrafa. Flamboyant Shopping Center, (62) 3434-0049 (600 lugares). 11h30/15h30 e 18h/0h (qui. até 1h; sex. e sáb. sem intervalo até 1h; dom. sem intervalo até 0h30). Aberto em 2014. $$$

2º lugar: Tucunaré na Chapa
Há mais de vinte anos em funcionamento, o endereço é especializado em pescados. Para abrir o apetite, há a casquinha de siri (R$ 17,90) e o camarão atolado, que traz o crustáceo sob uma massa de batatas (R$ 79,90, com dez unidades). Na sequência, é possível pedir o carro-chefe da casa, o tucunaré feito na chapa, guarnecido de arroz, pirão e vinagrete. A porção serve duas pessoas e é cobrada por peso (R$ 89,90 o quilo). Arroz e purê de batata acompanham a moqueca de pirarucu com banana-da-terra e camarão (R$ 119,90, para duas pessoas). Mais substanciosa, a parrillada de lagosta com camarões grelhados, cebola e pimentões vem à mesa escoltada por purê e satisfaz até três pessoas (R$ 219,90). Avenida T-2, 996, Setor Bueno, ( 62) 3251-2560 (300 lugares). 11h/15h e 18h/0h (sáb. e dom. 11h/0h). Aberto em 1993. $

3º lugar: Cais Botequim
O ambiente despojado tem uma parede com escritos, mesas de madeira e chão de cimento queimado. O endereço é um híbrido de restaurante e bar especializado em receitas com peixes e outros frutos do mar, como a chapa que reúne lula, polvo, peixe, camarão, brócolis e cebola e vem guarnecida de vinagrete, torradas e pasta de alho (R$ 94,90, para quatro pessoas). Para a etapa principal, reinam pedidas com camarão, caso do bobó (R$ 29,90), do risoto (R$ 29,90) e do fettuccine alfredo com os crustáceos (R$ 29,90). Para acompanhar os pastéis de camarão
(R$ 5,90 a unidade), há cervejas e chopes. Em setembro de 2017, abriu o Cais Express e Choperia, uma segunda unidade com jeitão de boteco. Por lá, de terça a sábado, das 19h às 22h, rola uma concorrida promoção de dobradinha do chope Originale Lager (R$ 8,90 cada caneca). Rua 22, 333, Setor Oeste, (62) 3622-3703 (80 lugares). 17h/1h (fecha dom. e seg.); Avenida 85, 2990, quadra 22, lote 7, Setor Bueno. 11h/15h e 17h/2h (seg. só almoço; fecha dom.). Aberto em 2016. $

Bar Marronzinho
Há 21 anos no mesmo endereço, o restaurante tem cardápio variado, mas ganhou destaque com as receitas de pescado. Para iniciar a refeição, o disco de peixe acompanhado de molho tártaro custa R$ 5,90 a unidade. No rol dos pratos principais, o tucunaré na chapa acompanhado de arroz, salada e pirão de peixe serve até três pessoas (R$ 77,90 o quilo do peixe). As sugestões para quem prefere carne vermelha incluem a picanha maturada (R$ 119,90 o quilo) e a carne de sol (R$ 84,90 o quilo). Ambas são acompanhadas de arroz, feijão-tropeiro e salada. Preenche os copos a cerveja Colorado, por R$ 22,00 a garrafa. Rua Pinheiro Chagas, 244, Setor Sudoeste, (62) 3256-1737 (400 lugares). 18h/0h (sáb. e feriados 11h/0h; dom. 11h/16h). Aberto em 1996. $

Pexin Bar & Restaurante
O espaçoso imóvel situado numa esquina tem capacidade para até 600 pessoas. A maioria delas vai em busca de pedidas à base de peixes e frutos do mar, como a casquinha de siri (R$ 9,00), indicada para iniciar os trabalhos. Para duas pessoas, a moqueca de surubim com camarão vem guarnecida de arroz, pirão e purê de batata (R$ 74,90). O menu apresenta, também, o pintado à araguaia, receita na qual o pescado é coberto por molho de alcaparra e recebe arroz, pirão e batata sautée como guarnições (R$ 136,00, para quatro pessoas). Às quartas e quintas, bolinhos de bacalhau e de arroz, iscas de peixe e outros petiscos circulam pelo salão no formato de rodízio (R$ 74,90 o casal). A comilança é animada pelos goles de cerveja Original (R$ 10,80). Rua 1135, 15, Setor Marista, (62) 3281-5939 (600 lugares). 16h/23h30 (sáb. 10h/1h; dom. 10h/17h; fecha seg.). Aberto em 1992. Aqui tem iFood. $

Continua após a publicidade
Publicidade