Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

‘Homecoming’: série com Julia Roberts é uma das melhores do ano

Com dez episódios de cerca de meia hora cada, seriado da Amazon é perfeito para maratonar

Por Meire Kusumoto 9 nov 2018, 20h15

Homecoming é aquela série que impressiona e intriga logo de cara. Protagonizada por ninguém menos do que Julia Roberts, a mais recente gigante do cinema que se rendeu à televisão, a produção original da Amazon Prime Video tem apuro visual acima da média dos seriados atualmente em exibição e uma trama envolvente que mistura investigação, suspense e, por que não, uma pitada de romance.

Heidi (Julia Roberts) trabalha em uma empresa que acolhe ex-soldados americanos com sintomas de stress pós-traumático para “prepará-los” para a vida após o serviço militar – um deles, Walter Cruz (Stephan James), é especialmente cativante, e cria um laço com a funcionária desde o primeiro dia. Quatro anos depois, Heidi trabalha em uma lanchonete mequetrefe no porto de sua cidade natal, onde mora com a mãe e leva a vida sem muita ambição.

O que levou a moça a deixar de lado uma carreira aparentemente promissora para abraçar o serviço de garçonete é a pergunta que o espectador tem em mente e que é feita pelo auditor do Departamento de Defesa Thomas Carrasco (Shea Whigham), que investiga uma reclamação anônima sobre o projeto no qual ela trabalhava. Mas Heidi não colabora, diz que não sabe nada sobre o trabalho anterior.

Homecoming é um belo passeio pela mente e pela memória humanas com atuações de primeira e tomadas à la Hitchcock. Com dez episódios de cerca de meia hora cada, todos dirigidos por Sam Esmail (o criador da também elogiada série Mr. Robot) e baseados em um podcast que fez sucesso na internet, maratonar essa pérola da TV, uma das melhores produções do ano, não é nada difícil.

Continua após a publicidade

Publicidade