Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

VEJA Gente

Por Valmir Moratelli
Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios
Continua após publicidade

‘Será uma Páscoa bem mais online’, prevê diretora da Lacta no Brasil

Fabiola Menezes fala com a VEJA sobre desafios da empresa de 111 anos, líder no mercado de chocolates

Por Valmir Moratelli Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 7 abr 2023, 11h00

Líder no mercado de chocolates no país, a Lacta tem o desafio de manter a preferência do consumidor em tempos de comércio online e crise econômica. Para isso, tem investido pesado em novos produtos e na logística para que os mesmos cheguem ao destino final. Nesta Páscoa, as previsões da empresa são “recheadas” de otimismo. “A expectativa é que as vendas por e-commerce representem de 16% a 20% do total comercializado na Páscoa”, diz Fabiola Menezes, diretora de Marketing de Chocolates Mdlz Brasil, em conversa com a coluna. Confira o bate-papo a seguir.

Em mais de cem anos de existência da marca, o que mudou no consumo de chocolates no país? No começo do século passado, chocolate era coisa cara, consumida apenas em bombonières do centro de São Paulo, onde transitava o poder econômico. No início dos anos 40, a Lacta teve a visão de levar o produto às massas, criando o Sonho de Valsa. Embalado um a um, era perfeito para ser vendido em armazéns, bares e restaurantes. Nos anos 70 houve o surgimento dos supermercados no país e, logo no início dos anos 80, a Lacta inventou as parreiras dos ovos de chocolate, para dar mais visibilidade ao produto e ficar mais fácil para o consumidor escolher e pegar.

Qual a importância da Páscoa para a marca? A Lacta tem 111 anos e a história da marca mostra como o brasileiro passou a consumir chocolate. A Lacta já fabricava ovos desde os anos 40, mas foi nos 80 que a Páscoa ganhou essa importância e hoje é a terceira data mais relevante para os brasileiros, após o Natal e Dia das Mães.

O brasileiro é conhecido pelo gosto por chocolates com muito leite e adocicado. Isso ainda é uma realidade? O brasileiro ainda ama o chocolate ao leite, mas vem aprendendo cada vez mais sobre a qualidade do chocolate com mais cacau. Acompanhamos as mudanças de comportamento do consumidor.

Como isso se reflete em novos produtos? Lançamos o Lacta Intense, com 60% e 40% de cacau, que vem impulsionando o crescimento de dark e cresce mais rápido que a média do mercado. Com o sucesso, no ano passado, lançamos novos sabores (Amêndoas & Framboesa; Amêndoas e Caramelo Salgado; e Lacta Intense 40% Cacau Avelã e Crocante de Cacau) e ampliamos a Lacta Intense.

Continua após a publicidade

O que a Páscoa de 2023 deve representar em termos de números para a empresa? A Páscoa deve ter resultado de 10% a 15% superior ao da de 2022, que teve crescimento de 10% e foi a mais rentável em cinco anos. Estamos investindo nas vendas digitais ano a ano, desde 2020. Os resultados de 2022 já foram muito significativos e, para este ano, investimos quatro vezes mais. Será uma Páscoa bem mais online. A expectativa deste ano é de que as vendas por e-commerce (parceiros e loja própria) devem representar de 16% a 20% do total comercializado na Páscoa, considerando a loja Lacta (D2C), os parceiros com e-commerce e os aplicativos de entrega. Hoje, estamos em cem mil parceiros digitais.

Qual é o maior desafio do e-commerce de ovos de chocolate? A logística é uma das frentes que mais receberam investimento. Estamos levando a entrega especial de ovo de chocolate até o consumidor final, no D2C, para compras feitas no site e na página oficial da Lacta no Mercado Livre. Os ovos vão em embalagens especiais, com proteção e placa resfriada para garantir a integridade. Em 2022, fazíamos essa entrega em até 48h nas capitais de SP, PR, RJ e MG. Agora, a levamos ao país todo, com 48h nas capitais e em até 5 dias úteis nas demais cidades.

Quais são os próximos planos de investimento da marca em termos de expansão? Como líder de mercado em chocolates, a Lacta continuará colocando seu consumidor no centro das decisões. Onde ele estiver e o que ele desejar, Lacta estará por perto para melhor atendê-lo. Lacta está em constante conexão com fãs de chocolate e a cada ano amplia seu portfólio de produtos.

Quais as novidades lançadas para esta Páscoa? Um amplo portfólio para atender a todos os bolsos e perfis de consumidores. O consumidor ampliou a cesta de compras para  a Páscoa e passou a incluir, ao lado dos ovos, caixas de variedades e barras. Voltados a esse comportamento, preparamos opções que vão desde o ovo tripla camada com recheio cremoso, que é um produto premium e altamente presenteável, até as caixas de variedades, que têm ganhado cada vez mais relevância na cesta de compras da data.

Continua após a publicidade

Qual produto você destacaria? Estamos muito empolgados com o ovo Lacta Barbie Sereia (166g), que traz três versões da boneca, ressaltando a beleza da diversidade, em três diferentes tons de pele. Gostaria de destacar que neste ano a Lacta trouxe o tema diversidade para a Páscoa. A Mondelez tem uma dinâmica política de equidade e diversidade racial, com resultados, metas e compromissos públicos. A novidade é que a Lacta trouxe essa questão também para o produto.

E quais os campeões de venda? Os ovos mais queridos do Brasil também estão entre os clássicos, como o ovo Sonho de Valsa, líder de categoria no país, além do Diamante Negro, Ouro Branco, Laka, Laka e Diamante Negro, Bis, Oreo, Ao Leite e Favoritos.

Ovo Tripla Camada com Recheio Cremoso de Oreo
Ovo Tripla Camada com Recheio Cremoso de Oreo – (./Divulgação)
Sonho de Valsa, líder de categoria no país
Sonho de Valsa, líder de categoria no país – (./Divulgação)
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.