Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Nova Temporada Por Fernanda Furquim Este é um espaço dedicado às séries e minisséries produzidas para a televisão. Traz informações, comentários e curiosidades sobre produções de todas as épocas.

Morre Van Williams, ator de ‘O Besouro Verde’

Ator tinha 82 anos de idade.

Por Fernanda Furquim Atualizado em 30 jul 2020, 21h10 - Publicado em 5 dez 2016, 19h51
Van Williams na década de 1960. (Foto: ABC/Arquivo)
Van Williams na década de 1960. (Foto: ABC/Arquivo)

Há apenas quinze dias, fizemos uma matéria de ‘Por Onde Anda’ do astro da série O Besouro Verde.  Hoje voltamos a falar do ator para noticiar sua morte.

Van Williams faleceu no dia 28 de novembro, mas a informação somente foi divulgada hoje, dia 5 de dezembro. Williams tinha 82 anos de idade e morreu vítima de insuficiência renal. Segundo sua esposa à imprensa americana, desde os 25 anos, Williams tinha apenas um rim.

Van Zandt Jarvis Williams nasceu no dia 27 de fevereiro em Fort Worth, Texas.

Antes de iniciar sua carreira de ator, Williams trabalhou como instrutor de mergulho no Havaí. Através desse trabalho, ele conheceu o produtor Mike Todd (na época marido de Elizabeth Taylor), que o incentivou a buscar uma carreira artística em Hollywood, indicando seu próprio agente como contato.

Após terminar seus estudos, Williams se mudou para Los Angeles, onde foi contratado em 1958 pela Revue Studios, subsidiária da Universal que o colocou no elenco de alguns teleteatros. Foi nesta época que adotou seu nome artístico.

Diane McBain e Van Williams em 'Surfside 6' (Foto: ABC/Arquivo)
Diane McBain e Van Williams em ‘Surfside 6’ (Foto: ABC/Arquivo)

Em 1959, a Warner Brothers comprou seu contrato, colocando-o como ator convidado em episódios de séries que eram produzidas por ela na época, como Colt 45 e Lawman.

No mesmo ano, a Warner o colocou no elenco de sua nova produção, Bourbon Street Beat, série sobre dois detetives particulares e um estudante de direito (Williams) que solucionavam crimes em New Orleans.

A série foi cancelada com apenas uma temporada de trinta e nove episódios, mas o personagem de Williams tinha conseguido conquistar um bom público, o que levou a Warner a transferi-lo para o elenco de outra nova produção do estúdio, Surfside 6. Williams interpretou o mesmo personagem que, agora formado, passa a trabalhar ao lado de detetives particulares que atuam em Miami.

Esta produção chegou a conquistar uma boa audiência graças à presença de Troy Donahue, ator que já era conhecido por suas comédias românticas no cinema.

Continua após a publicidade

(E-D) Bruce Lee e Williams em 'O Besouro Verde' (Foto: ABC/Arquivo)
(E-D) Bruce Lee e Williams em ‘O Besouro Verde’ (Foto: ABC/Arquivo)

Segundo Williams em entrevista à revista TV Séries, apesar da boa receptividade da série, a rede ABC decidiu cancelar Surfside 6 porque desejava reduzir o espaço de sua grade destinado aos programas da Warner Brothers. Assim, Troy, que gerava audiência, foi transferido para o elenco de Hawaiian Eye.

Após o cancelamento desta, Williams voltou a fazer participações em episódios de séries da Warner, como Cheyenne, The Gallant Man, 77th Sunset Strip e Hawaiian Eye, e também integrou o elenco do piloto de The Leathernecks, que não chegou a ser transformado em série. Seu contrato com o estúdio encerrou em meados de 1964, levando o ator a buscar trabalhos em outras produções.

Entre 1964 e 1965, ele integrou o elenco de The Tycoon, série que girou em torno de um milionário (Walter Brennan) e os executivos de sua empresa. Williams interpretou Pat, seu assistente e piloto. A produção teve apenas uma temporada com trinta e dois episódios.

Williams como o Besouro Verde (Foto: ABC/Arquivo)
Williams como o Besouro Verde (Foto: ABC/Arquivo)

Em 1966, ele foi escolhido pela 20th Century Fox para estrelar O Besouro Verde. Embora esta produção não tenha sido um sucesso na época, ela se tornou uma série cultuada pelos fãs do personagem, bem como por aqueles que acompanham produções clássicas.

Durante a década de 1970 e 1980, o ator fez participações especiais, incluindo uma recorrente em A Conquista do Oeste, adaptação do filme de 1962. A última série que estrelou foi a produção infanto-juvenil Westwind, produzida entre 1975 e 1976, sobre uma família que viaja pelo mundo em seu iate.

Ainda durante a produção de O Besouro Verde, Williams começou a trabalhar como policial em meio período. Na década de 1980, ele largou a carreira artística para montar uma empresa que alugava aparelhos de comunicação (como pagers e rádio) para pessoas físicas e empresas, entre elas, estúdios onde trabalhou. Em paralelo ao seu trabalho na empresa, o ator continuou atuando como oficial da reserva na delegacia de Los Angeles, aposentando-se deste cargo em 1996.

Williams em 2013 (Foto: Bobby Bank/Getty Images)
Williams em 2013 (Foto: Bobby Bank/Getty Images)

Durante a produção da série, Williams se tornou amigo de Lee e Wende, amizade que durou até a morte destes. Em 1993, atendendo a um pedido de Linda, esposa de Lee, ele fez uma breve participação especial no filme Dragon: The Bruce Lee Story, interpretando o diretor da série O Besouro Verde.

Ao longo de sua carreira, o ator também teve participações especiais em episódios de Família Buscapé, Comédias de Dick Van Dyke, Big Valley, Mannix, Missão: Impossível, Nanny and the Professor, Gunsmoke, Têmpera de Aço, São Francisco Urgente, Barnaby Jones, Sra. Columbo, Arquivo Confidencial e a minissérie A Saga do Colorado.

Williams se casou em 1959 com Vicki Lenore Flaxman Richards, com quem ainda vivia. O casal teve três filhas, Nina Fox, Tia Williams e Britt Willard, sendo que o ator já tinha tido gêmeas (Lisa SelfLynne Newman) de sua união com Drucilla Jane Greenhaw, entre 1953 e 1956.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)