Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Tela Plana

Por Kelly Miyashiro
Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming
Continua após publicidade

O que diz ex-produtor da Nickelodeon acusado de ‘sexualização’ de menores

Dan Schneider respondeu às denúncias de abuso feitas por atores e roteiristas do canal americano

Por Mariana Carneiro
Atualizado em 9 Maio 2024, 11h14 - Publicado em 19 mar 2024, 11h13

O canal ID exibiu, no último domingo, 17, os dois primeiros episódios da série documental Quiet on Set: The Dark Side of Kids TV (Silêncio no Set: O Lado Sombrio da TV Infantil, em tradução direta), que expõe as dinâmicas de trabalho tóxicas nas produções infantojuvenis da Nickelodeon. Roteiristas, ex-estrelas infantis e outros funcionários do canal denunciaram atos de racismo e abuso sexual nos bastidores. 

O principal alvo das acusações é Dan Schneider, que esteve à frente dos maiores sucessos da Nickelodeon nas décadas de 1990 e 2000 — séries teen como Kenan e Kel, O Show da Amanda, Zoey 101, Drake e Josh, iCarly e Brilhante Victoria são de sua autoria. Em 2018, após compilados de cenas com forte teor sexual nas produções de Schneider virarem assunto na internet, a emissora anunciou o encerramento do contrato do showrunner.

Em nota enviada à Variety, um representante de Schneider contestou as denúncias. “Tudo o que aconteceu nos programas que Dan dirigiu foi cuidadosamente examinado por dezenas de adultos envolvidos na produção, e aprovado pela Nickelodeon. Se houvesse um problema real com as cenas que algumas pessoas, agora anos depois, estão ‘sexualizando’, elas seriam tiradas do ar, mas não são, elas são exibidas constantemente em todo o mundo ainda hoje, apreciadas tanto pelas crianças quanto pelos pais”, disse.

“Todas as histórias, diálogos, figurinos e maquiagem foram totalmente aprovados pelos executivos da rede. Um grupo [responsável por assegurar] padrões e práticas leu e aprovou todos os roteiros, e os executivos de programação revisaram e aprovaram todos os episódios. Além disso, todos os dias, em todos os sets, sempre havia pais e cuidadores e seus amigos assistindo às filmagens e aos ensaios. Se houvesse cenas ou roupas inadequadas de alguma forma, elas teriam sido sinalizadas e bloqueadas por esse escrutínio multifacetado”, continua a nota. “Infelizmente, alguns adultos projetam suas mentes adultas em programas infantis, tirando conclusões falsas sobre eles”.

Quiet on Set The Dark Side of Kids TV é produzida pela Maxine Productions e Sony Pictures Television e Business Insider. A produção ainda não tem data de exibição no Brasil.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.