Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Sensacionalista Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Redação
Isento de verdade
Continua após publicidade

Portugueses nunca pisaram na África

Segundo estudos recentes a vinda de escravos para o Brasil se deu de forma voluntária, modelo que ficou conhecido como “escravidão por correspondência”

Por Sensacionalista Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 3 ago 2018, 07h00 - Publicado em 3 ago 2018, 07h00

Uma reviravolta nos estudos sobre a escravidão no Império Português. É como está sendo chamada a descoberta do historiador Leonardo Maroch. Segundo um artigo publicado recentemente, Maroch afirma que há documentos suficientes para comprovar que nenhum português pôs os pés na África do século XVI ao XIX.

A vinda de escravos para o Brasil se deu de forma voluntária, modelo que ficou conhecido como “escravidão por correspondência”. A coroa portuguesa emitia uma carta-convite aos países africanos. Esta era respondida majoritariamente por cidadãos de Angola, Moçambique e Cabo Verde que, por coincidência, também falam português.

Publicado em VEJA de 8 de agosto de 2018, edição nº 2594


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.