Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

VEJA BEM, MARIA AMÉLIA…

Há “especialistas” se dizendo contra a ampliação da Marginal Tietê porque vai impermeabilizar ainda mais o solo, aumentando as enchentes! Ai, meu “Jesus Cristinho!”, como chamava Manuel Bandeira ao Nazareno. Vamos fazer conta. Vamos ajudar a promotora Maria Amélia a pensar este fascinante mundo das águas. Também Roberto Watanabe, especialsita em Feng Shui, pode nos […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 16h53 - Publicado em 13 set 2009, 08h25

Há “especialistas” se dizendo contra a ampliação da Marginal Tietê porque vai impermeabilizar ainda mais o solo, aumentando as enchentes! Ai, meu “Jesus Cristinho!”, como chamava Manuel Bandeira ao Nazareno. Vamos fazer conta. Vamos ajudar a promotora Maria Amélia a pensar este fascinante mundo das águas. Também Roberto Watanabe, especialsita em Feng Shui, pode nos acompanhar.

Num conceito mais geral, dois são, então, os efeitos danosamente relevantes decorrentes da impermeabilização do solo, principalmente quando ocorrem chuvas intensas:
1) o bloqueio da infiltração de parte da água das chuvas que serve para recarregar os aqüíferos subterrâneos;
2) o aumento do escoamento superficial que aflui rapidamente aos leito do rio, podendo causar inundações. Vejamos isso em detalhes.

A RELEVÂNCIA DA IMPERMEABILIZAÇÃO PARA DESFALCAR A RECARGA DO SUBSOLO.
Não há por que falar nisso, pois, em sendo a área em questão contígua à margem do rio, pode-se admitir que a infiltração que nela ocorre percole (do verbo “percolar”, leitor) imediatamente para o leito ao invés de se acumular no aqüífero. E isso continuaria sendo verdade mesmo que se tratasse de área de floresta virgem.

A RELEVÂNCIA DA IMPERMEABILIZAÇÃO COMO CONTRIBUIÇÃO À INUNDAÇÃO DO RIO TIETÊ
Vamos considerar dois trechos de 23 km em cada margem do Rio, com área de 9,5 hectares cada (19 hectares dos dois lados), e uma chuva muito intensa de 100 mm por 1 hora seguida: isso seria algo parecido com um dilúvio bíblico. O volume que se acumularia nessas áreas impermeabilizadas de cada lado do Rio, nesta hipótese de 1 hora, ou 3600 segundos, seria:

Vol = 9,5 x 10.000 m2 x 0,100 m = 9500 m3/23.000 m de cada lado = 0,413 m3/m = 413 litros/ metro de margem de cada lado do rio.

Continua após a publicidade

Como o que interessa é a vazão em litros/segundo, teríamos, dados os 3.600 de chuva contínua:

VAZÃO = 413/3600 = 0,115 litros/segundo para cada metro de extensão em cada margem.

CONCLUSÃO: O AUMENTO DE VAZÃO AO LEITO DO RIO POR METRO EM CADA MARGEM, OU MESMO NAS DUAS, NÃO TEM QUALQUER RELEVÂNCIA – NEM FÍSICA NEM AMBIENTAL. NUMA SITUAÇÃO SEMELHANTE À DA HIPÓTESE ACIMA, A VAZÃO DO RIO SERIA SUPERIOR A 1.000.000 DE LITROS POR SEGUNDO.

Vejam só
Pois é… Eu seria ainda mais feliz se eu mesmo tivesse dado a explicação acima. Mas foi o leitor Antonio Claudino.

Por que este é o melhor blog, no gênero, da Internet? Ora, por causa dos seus leitores. É isso que o tal blog do Lula jamais vai entender, hehe. Muito menos os blogs “prestadores de serviços”.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)