Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Blog
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

A esperança que salva – a nova encíclica do papa

Por Philip Pullella, da Reuters. Comento no post seguinte.O papa Bento XVI divulgou nesta sexta-feira, 30, uma nova encíclica, na qual aponta o ateísmo como motivo de algumas das “maiores formas de crueldade e violação da justiça” na história. Na segunda encíclica de seu pontificado, Bento XVI conclama os católicos a depositarem suas esperanças em […]

Por Reinaldo Azevedo
Atualizado em 31 jul 2020, 20h08 - Publicado em 30 nov 2007, 17h32

Por Philip Pullella, da Reuters. Comento no post seguinte.
O papa Bento XVI divulgou nesta sexta-feira, 30, uma nova encíclica, na qual aponta o ateísmo como motivo de algumas das “maiores formas de crueldade e violação da justiça” na história. Na segunda encíclica de seu pontificado, Bento XVI conclama os católicos a depositarem suas esperanças em Deus, e não na tecnologia, no dinheiro e nas ideologias, que podem ser ilusórias.

Spe Salvi (“Na esperança somos salvos”, citação de São Paulo que abre o texto) faz, em 75 páginas, um “tour de force” teológico e sociológico, em estilo altamente acadêmico e professoral, repleto de citações de santos, filósofos e escritores.
A encíclica diz que o ateísmo poderia ser visto por alguns como “um tipo de moralismo”, particularmente nos séculos 19 e 20, em resposta às injustiças do mundo.

“Um mundo marcado por tantas injustiças, sofrimento de inocentes e cinismo do poder não pode ser a obra de um Deus bom. Um Deus com responsabilidade por tal mundo não seria um Deus justo, muito menos um Deus bom”, escreveu o papa, citando os argumentos dos ateus. Mas, segundo ele, a história provou os erros de ideologias como o marxismo, segundo as quais as pessoas têm de estabelecer a Justiça social porque Deus não existe.

“Não é um acidente que esta idéia tenha levado às maiores formas de crueldade e violações da justiça”, disse o papa, acrescentando que tal conceito se baseia em uma “falsidade intrínseca”. O marxismo, de acordo com o papa, deixou para trás “uma trilha de assustadora destruição”, porque não percebeu que o homem não poderia ser “meramente o produto das condições econômicas”.

As encíclicas são a forma mais elevada de manifestação papal, dirigidas a todos os membros da Igreja. Nesta especificamente, Bento XVI pede aos cristãos que depositem em Deus a esperança de um futuro melhor.

Continua após a publicidade

“Todos já testemunhamos a forma como o progresso, nas mãos erradas, pode se tornar e de fato se tornou um aterrorizante progresso no mal. Se o progresso técnico não é acompanhado pelo correspondente progresso na formação ética do homem, no crescimento interior do homem, então não é progresso nenhum, e sim uma ameaça ao homem e ao mundo.”

“Coloquemos isso de forma simples: o homem precisa de Deus, do contrário permanece sem esperança”, afirma o papa, eleito em 2005. Há rumores de que Bento XVI já prepara uma terceira encíclica, sobre a justiça social, a ser divulgada em 2008.

Para ler a íntegra da encíclica no site do Vaticano, clique aqui

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.