Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Vermelho sangue

O setor elétrico, o xodó de Dilma Rousseff (imagina se não fosse), segue com números tingidos de vermelho reluzente. Em seus balanços do segundo trimestre, estatais como Eletrobras, Furnas, Chesf e Eletronorte apresentam resultados ruins em termos de geração de caixa. Aos números: *Eletrobras – Caixa após investimentos: negativo em 3,3 bilhões de reais *Furnas […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 03h11 - Publicado em 29 ago 2014, 16h21
dilma

Dilma: elétricas no vermelho

O setor elétrico, o xodó de Dilma Rousseff (imagina se não fosse), segue com números tingidos de vermelho reluzente.

Em seus balanços do segundo trimestre, estatais como Eletrobras, Furnas, Chesf e Eletronorte apresentam resultados ruins em termos de geração de caixa. Aos números:

*Eletrobras – Caixa após investimentos: negativo em 3,3 bilhões de reais

*Furnas – Caixa após investimentos: negativo em 648 milhões de reais

*Chesf  – Caixa após investimentos: negativo em 1,2 bilhão de reais

*Eletronorte – Caixa após investimentos: negativo em 616 milhões de reais

Continua após a publicidade

Publicidade