Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Tarcísio usa apenas 40% da verba de combate a enchentes, critica deputada

Em meio à forte chuva, um homem morreu nesta semana após ser atingido por um fio energizado na Zona Sul da capital paulista

Por Ramiro Brites Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 12 jan 2024, 17h45 - Publicado em 12 jan 2024, 15h01

A deputada estadual, Marina Helou, criticou o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, por não usar todo o recurso disponível para o combate a enchentes. Segundo ela, mesmo com a urgência dos últimos dias, o governo paulista usa apenas 40% da verba destinada ao combate à enchente. 

“Diante das chuvas devastadoras em São Paulo, é essencial que os recursos públicos sejam direcionados para proteger vidas e prevenir tragédias. As verbas não utilizadas deveriam ter ido para obras de drenagem mais eficientes e para arborização das vias em áreas urbanas”, criticou Marina. 

A deputada é autora do projeto de lei que decreta emergência climática no estado de São Paulo e preside a Frente Parlamentar Ambientalista pela Defesa das Águas e do Saneamento.

A cidade de São Paulo passa por dias complicados devido à sequência de chuvas. Na quarta-feira, uma pessoa morreu após ser atingida por um fio energizado na Zona Sul da capital. Na quinta-feira, parte da Zona Norte entrou em estado de atenção por alagamentos.

Em contato com o Radar, o governo estadual alegou que a critica da deputada parte de matérias veiculadas na imprensa, contestadas pelo Palácio dos Bandeirantes, pois não considerou contratos que tiveram de ser cancelados e “restos a pagar” — despesas prometidas no orçamento que não foram pagas até 31 de dezembro.

Continua após a publicidade

Confira o posicionamento do governo de São Paulo:

“O Departamento de Águas e Energia Elétrica investiu em 2023 cerca de R$ 1,2 bilhão em obras destinadas ao enfrentamento de enchentes, como construções de piscinões, contenção de encostas, desassoreamento e reconstruções. Considerando que o valor em lei orçamentária anual foi de R$ 2 bilhões, a execução foi de cerca de 60%. No entanto, é fundamental ressaltar que R$ 530 milhões, ou seja, aproximadamente um quarto do orçamento previsto, referem-se aos contratos das barragens Pedreira e Duas Pontes, que tiveram que ser rescindidos por paralisação das obras e descumprimento contratual. Portanto, a execução do orçamento total disponível já é superior a 80%.

Por meio da Defesa Civil foram investidos outros R$ 120 milhões em ações ligadas ao combate dos eventos climáticos. Ao todo foram R$ 91 milhões em obras, R$ 21,6 milhões na compra de viaturas e equipamentos e R$ 7 milhões repassados aos municípios para serviços emergenciais. Além disso, foram repassados em 2023 mais de R$ 24 milhões aos municípios para o combate às enchentes, por meio do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO). Em 2022, o valor total deste repasse foi de R$ 2,5 milhões”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.