Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Relatório da CPMI do 8 de Janeiro baterá forte em Bolsonaro e no Exército

A senadora Eliziane Gama deve apresentar o documento com as conclusões da investigação na terça-feira

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 10 Maio 2024, 08h39 - Publicado em 13 out 2023, 06h01

Com mais de 1.000 páginas, o relatório final da CPMI do 8 de Janeiro, mantido em sigilo pela senadora Eliziane Gama, vai citar o Alto-Comando do Exército e Jair Bolsonaro como grandes responsáveis pelo ataque golpista contra o Planalto, o Congresso e o STF, em Brasília.

Amparado em fotos, depoimentos, relatórios de inteligência e dados de quebras de sigilo de investigados, o documento diz, em um dos capítulos, que o acampamento no Quartel General do Exército, em Brasília, foi o “laboratório” do golpe.

A cronologia — da montagem de tendas até a invasão dos prédios — dos eventos no relatório mostra que a “leniência do Comando do Exército” e o silêncio de Bolsonaro, ao não reconhecer a vitória de Lula, formaram “o caldeirão perfeito” para a insurgência.

A senadora deve apresentar o documento com as conclusões da investigação na terça-feira. Os integrantes do colegiado devem se reunir para votar o documento no dia seguinte. A oposição a Lula na comissão já anunciou que irá apresentar votos alternativos ao texto de Eliziane, por não concordar com as conclusões da relatora, falando da omissão do governo federal no episódio.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.