Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Primeira de quatro fragatas da Marinha começa a ser construída

Navios de guerra do tipo Tamandaré estão em construção em estaleiro em SC

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 29 jun 2021, 11h01 - Publicado em 29 jun 2021, 13h30

O consórcio Águas Azuis, formado por Embraer Defesa e a alemã ThyssenKrupp, começou a firmar contratos de construção de equipamentos que farão parte da primeira de quatro fragatas da classe Tamandaré encomendadas pela Marinha brasileira. 

A sociedade entre as duas companhias saiu vencedora em processo de licitação que começou em 2017 e foi finalizado no ano passado. Uma das exigências da Marinha era que pelo menos 40% dos componentes dos navios de guerra fossem contratados no Brasil. 

As quatro fragatas sairão a um custo total de cerca de 9,1 bilhões de reais. Cada navio custará em torno de 500 milhões de dólares cada. A previsão de entrega da primeira embarcação é para 2024. Existe ainda uma cláusula no contrato que permitiria a contratação de mais outras duas fragatas, algo que só será decidido mais adiante. 

Segundo uma fonte do setor, o consórcio, que tem um estaleiro em Itajaí (SC), começou neste mês a contratar empresas brasileiras para a construção dos equipamentos relativos à propulsão e à casa de máquinas do navio. 

Com a derrocada do setor de petróleo no país, o segmento de defesa é o que tem puxado o desenvolvimento do setor naval brasileiro.

Continua após a publicidade

Publicidade