Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Prestes a explodir

Randolfe Rodrigues foi informado nos bastidores sobre o que os parlamentares do PMDB já sabem há tempos: João Alberto, presidente do Conselho de Ética e fraterno aliado de José Sarney, está prestes a aceitar a denúncia do chamado mensalinho do Amapá (Leia mais em: Quem dera, Agora é sua vez e Mensalinho arquivado). Na avaliação […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 05h29 - Publicado em 3 set 2013, 07h02

Pronto para a guerra

Randolfe Rodrigues foi informado nos bastidores sobre o que os parlamentares do PMDB já sabem há tempos: João Alberto, presidente do Conselho de Ética e fraterno aliado de José Sarney, está prestes a aceitar a denúncia do chamado mensalinho do Amapá (Leia mais em: Quem dera, Agora é sua vez e Mensalinho arquivado).

Na avaliação de boa parte dos peemedebistas, se os documentos não forem suficientes para culminar na cassação, ao menos servirão para desgastar a imagem de Randolfe, um dos parlamentares que mais compram embates diretos com Sarney e Renan Calheiros.

A denúncia trata de um suposto pagamento de propina por parte do governador do Amapá em 1998, o hoje senador João Capiberibe, a deputados da assembleia legislativa local, entre eles Randolfe.

Se o clima entre Randolfe e Sarney sempre esteve para lá de azedo, a aceitação da denúncia tem tudo para transformar uma guerra, hoje fria, em batalha campal. Ato contínuo à instauração do processo, Randolfe entrará com uma representação de suspeição contra João Alberto.

Capiberibe e Randolfe argumentam que João Alberto está sentado em cima da denúncia há sete meses, embora tivesse que dar seu parecer em até cinco dias, e acusam o presidente do Conselho de tomar partido e se posicionar sobre o mérito dos documentos em Plenário, o que não é permitido.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês