Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Os primeiros passos de Joice Hasselmann no PSDB

Deputada diz que ataques bolsonaristas e violência política de gênero motivaram projeto

Por Laísa Dall'Agnol 7 out 2021, 17h00

Recém-filiada ao PSDB, Joice Hasselmann já traçou o primeiro objetivo dentro do partido: colocar em prática um projeto de capacitação política para mulheres.

“Com tudo o que vivi de violência política de gênero, quero trabalhar com mulheres na política. E não só em São Paulo, mas no Brasil todo”, disse a parlamentar ao Radar.

Considerada peça-chave na pavimentação da campanha de João Doria à presidência, Joice — que já declarou estar de olho numa vaga no Senado em 2022 — está sendo responsável por angariar votos de tucanos para o governador de São Paulo nas prévias do partido. Doria disputa a vaga com Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul.

Eleita na onda do bolsonarismo em 2018 como deputada mais votada do país, Joice Hasselmann rompeu no ano seguinte com o governo Bolsonaro — ao qual é crítica contumaz.

De lá para cá, deixou o PSL e diz ter recebido convites para o Podemos, o MDB e para o então DEM — agora consolidado União Brasil, após fusão com o PSL.

Continua após a publicidade

Publicidade